ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 26º

Jogo Aberto

Bernal quer público

Por . | 27/06/2013 06:05

Escondidinho - Chega a ser ridículo o trabalhão de servidores comissionados para apagar os sinais da antiga administração pelas repartições públicas de Campo Grande.

Recorte - Na Secretaria de Educação, até gráficos sobre a evolução do setor na rede municipal têm a logomarca de Nelsinho Trad escondida por um pedaço de folha se sulfite.

Sozinho - Também na Semed, evento para homenagear agentes de combate a dengue começou com pouquíssimo quorum, para tristeza do prefeito.

Apareceu - Mas foi só Alcides Bernal reclamar para o secretário de Saúde que logo começou a pipocar gente no auditório, “empolgada” para participar da solenidade.

Sem carro - A Câmara Municipal de Sidrolândia encaminhou ofício aos gabinetes dos vereadores informando que vai encostar os três veículos que atendem aos parlamentares, durante recesso de meio de ano.

Cortes - Ao contrário de colegas que gastam verbas indenizatórias e abusam da estrutura até durante as férias, a Casa diz que vai impedir o uso dos carros para economizar gasolina durante o recesso.

Surpresa - O deputado Marquinhos Trad está faceiro hoje. Depois de 2 anos de espera, a Assembleia resolveu colocar em votação projeto dele parado desde 2011, que prevê o parcelamento do IPVA em até dez vezes.

Criatividade - O Ministério Público Estadual ficou tão feliz com a queda da PEC 37 que ousou no titulo de artigo da capa do site do MPE em Mato Grosso do Sul. “Brasil goleia e massacra PEC 37 pelo placar de 430 x 9!”.

Na mídia - O advogado campo-grandense, Ricardo Augusto Nascimento Pegolo dos Santos, ficou famoso na mídia nacional por um motivo meio torto.

Desculpas - Ele defende o empresário responsável pelo atropelamento que causou a morte de um manifestante durante protesto em Ribeirão Preto. À imprensa, o advogado justificou que tinha gente até “fumando maconha e provocando confusão”, o que causou o acidente.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário