A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


14/08/2014 06:00

Candidato a senador causa rebu em campanha adversária

Edivaldo Bitencourt

Rebu – Ao comentar a morte do presidenciável Eduardo Campos, o candidato a senador Antônio João Hugo Rodrigues (PSD) causou revolta no comitê do senador Delcídio do Amaral (PT). Ele disse que os petistas comemoraram a morte do ex-governador de Pernambuco.

Não é verdade – A equipe de Delcídio reagiu com indignação à postagem do empresário e dono do Correio do Estado. Um assessor até comentou que o clima no comitê era de tristeza pela morte do ex-governador, de quem o petista era amigo.

Bandeirada – O candidato do PMDB, Nelson Trad Filho, suspendeu a primeira grande atividade da campanha em decorrência da morte de Eduardo Campos. A bandeirada estava prevista para sábado no Centro da Capital.

Comoção – A morte de Campos causou comoção no meio político e suspendeu praticamente todas as campanhas eleitorais em Mato Grosso do Sul. De luto, candidatos vão recolher as armas, pelo menos, até domingo.

Boatos – O Facebook virou central de boataria e causou ainda mais transtorno à família do ex-governador Wilson Barbosa Martins. A rede social espalhou o boato de que ele tinha morrido no Proncor. De concreto, até o início da noite, era que o estado de saúde dele continuava grave.

No Guarujá – A pastora Janeta Morais, candidata a vice-governadora na chapa de Nelsinho, participaria do evento com Eduardo Campos no Guarujá na tarde de ontem. Ela ficou bastante abalada ao tomar conhecimento da tragédia em Santos.

Conectada – Os usuários da Unidade de Pronto Atendimento do Bairro Coronel Antonino continuam conectados à Internet Morena. No entanto, a Prefeitura reduziu o número de totens disponíveis à população no local, de três para um. E o único ainda estava desligado ontem à tarde.

Do contra – A vereadora Luiza Ribeiro (PPS) se mostrou contra a proposta de transformar a Guarda Municipal em secretaria. Lembrou da importância de reduzir os cargos comissionados e da necessidade de ampliação nas vagas nas creches e escolas.

Em resposta – O prefeito Gilmar Olarte ficou satisfeito com a audiência pública promovida na Câmara Municipal. Ele disse que ficou claro o apoio da sociedade à proposta, que vai criar uma secretaria para abrigar a Agetran e Guarda Municipal.

Mais segurança – Um dos benefícios da criação da nova secretaria está o monitoramento 24 horas das escolas públicas. Olarte garante que a causa é muito maior. Os guardas municipais também vão reforçar a fiscalização do trânsito com os agentes municipais da Agetran.

(colaboraram Kleber Clajus, Filipe Prado e Marta Ferreira)

Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...



Fico pensando como é que um elemento tão desprezível como esse tal Antônio João seja aceito pelo eleitor. Por isso que a classe política não melhora. Aceitar uma coisa dessa é porque essa classe é uma gangrena no corpo de nosso Estado. Nós, como País pagamos a conta, aliás, ao admitir uma coisa dessa como político, assumimos uma conta impagável.
 
Nehemias Augusto Nogueira dos Santos em 14/08/2014 11:56:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions