A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Agosto de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


21/06/2017 06:00

Clima esquenta entre vereadores

Marta Ferreira

Sessão acalorada - Em contraste com a fria manhã de terça-feira na Capital, a sessão na Câmara dos Vereadores foi tumultuada, principalmente durante a ordem do dia, quando são votados os projetos de lei. Foram mais de duas horas para aprovar a criação da Ouvidoria da Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social.

Contato - Tudo isso para criar um "número de telefone", como classificou o vereador Eduardo Romero (Rede). "Como se fosse resolver todos os problemas de segurança da cidade". O parlamentar foi contrário ao projeto por este não conter a previsão de impacto financeiro que a medida traria aos cofres da prefeitura.


E a crise? - Presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara, Romero fez questão de mandar um recado à prefeitura após a aprovação. "Que na próxima prestação de contas o secretário não venha chorar que não tem de onde espremer para conseguir recursos".


Tucanos - Preocupados com a composição da Ouvidoria, de não contemplar pessoas ligadas à segurança, o bloco do PSDB, o maior do Legislativo, foi orientado pelo líder, vereador Wellington de Oliveira, a votar contra a proposta. O delegado da Polícia Civil teve emenda rejeitada pelos colegas.

Não obedeceu - O tucano Antônio Cruz, contrariaqndo a recomendação, foi a favor da proposta com um "voto de confiança" ao prefeito. O que abriu margem para interpretação de que foi na verdade como um agradecimento por ter sido cedido para trabalhar no hospital que comanda sendo pago pela prefeitura.


Na Assembleia - O deputado Pedro Kemp lamentou aos colegas que nem colocou seu nome a disposição para os cargos principais da CPI da JBS, porque saberia que não teria votos por ser minoria e da oposição. Ele lembrou que na votação da comissão especial sobre o mesmo tema, foi voto vencido.

Ideia polêmica - O deputado João Grandão (PT) pediu vistas ao projeto de Lídio Lopes (PEN), que prevê 10% da multa do Procon, ao consumidor que foi lesado pela empresa e fez a denúncia. O petista alegou que por se tratar de uma tema polêmico, precisava avaliar melhor a proposta. O projeto ainda está na fase de primeira votação, quando se analisa a constitucionalidade da matéria.

Insistentes - Representantes do Fórum dos Servidores foram novamente na Assembleia, para pedir ao governo mais transparência em relação as finanças, em função do reajuste salarial. Eles também solicitaram que haja uma proposta oficial sobre o tema. O governo já se manifestou que vai dar uma resposta no dia 3 de julho. "Queremos a reposição da inflação para todos e depois discussão sobre o ganho real da cada categoria", disse André Santiago.


Chamado
– O petista Pedro Kemp também cogitou fazer um pedido para que o secretário estadual da Fazenda, Márcio Monteiro, pudesse ir até a Assembleia Legislativa, esclarecer as dúvidas dos servidores, em relação a situação financeira do Estado. O petista alega que existem muitas dúvidas das categorias e que a melhor forma de esclarecer, era fazendo este diálogo direto.

11 anos depois - O TCU (Tribunal de Contas da União) julgou irregulares as contas de André Simões, Ido Luiz Michels, Laurindo Faria Petelinkar e Rose Ane Vieira. A prestação é relativa ao Sebrae no ano de 2006. Simões ainda foi punido com multa de R$ 3.000, a ser recolhida ao Tesouro Nacional com atualização monetária.

(Colaboraram Richileu de Carlo, Leonardo Rocha e Aline dos Santos)

 

 

Rotatória da Coca-Cola e a falta de educação
Boca-suja– O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Janine de Lima Bruno, contou nesta semana que mudanças na confluência ent...
MDB teve divisões sobre Mochi candidato
Opinião – O deputado Eduardo Rocha (MDB) admite que a escolha de Junior Mochi para candidato na legenda não teve consenso desde o início, após a desi...
Senador critica "descaso" com Paraguai
Vizinho desprestigiado – O ministro Carlos Marun, da Secretaria de Governo, e o senador Pedro Chaves (PRB/MS) foram os dois únicos representantes de ...
Campanha tucana atrai 75% dos prefeitos
Apoio – Enquanto o MDB, antigo aliado histórico do PSDB, patinou para fechar sua candidatura do governo do Estado, os tucanos contabilizam adesões. N...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions