A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


22/03/2011 06:00

Calouro

Redação

A página do Facebook do prefeito Nelson Trad Filho é povoado de comentários no mínimo inusitados de seus seguidores. Entre os mais recentes, muitas reclamações sobre os estragos da chuva em Campo Grande, alguns elogios e até uma internauta curiosa de saber sobre o que Nelsinho tem feito para ficar “tão magrinho”.

O prefeito falou ontem sobre o porque está mais magro. Disse que o motivo para a perda de peso vem das dores de cabeça trazidas pelas águas de março em Campo Grande, ao comentar os planos de investimento na cidade para consertar os estragos.

Mato Grosso passou na frente e já garantiu os R$ 5 milhões para reparos pós prejuízos da chuva, do governo federal. A liberação foi publicada no Diário Oficial da União de ontem. Hoje, Mato Grosso do Sul espera que a boa notícia seja repetida para cá.

A febre das compras coletivas domina setores como estética, restaurantes e diversão. Mas, um dos sites disponíveis em Campo Grande disponibilizou para venda um produto único: um exame de DNA por R$ 250. Até ontem, só uma compra havia sido feita.

Na abertura dos trabalhos da Comissão de Constituição e Justiça em 2011, o deputado Antônio Carlos Arroyo presidiu, de forma interina a sessão, que julgou 30 matérias, sendo sete vetos do governo. Antes cotado para assumir a comissão mais importante da Casa, o parlamentar agora quer mesmo assumir uma vaga no TCE.

“Sinto-me preparado e honrado com a lembrança dos colegas e do governador”, disse Arroyo. Ele espera uma conversa com o presidente da Casa, Jerson Domingos, para oficializar a indicação. Maurício Picarelli também está na disputa.

Um dos motivos de Arroyo assumir interinamente a presidência da CCJR é por conta do regimento que determina que o deputado mais idoso assuma a função. “Não sou o mais velho, apenas, tenho mais tempo de casa”, ponderou.

Caso Arroyo vá para o TCE, um dos favoritos para ficar com a CCJR é Marquinhos Trad. Questionado se assumiria a camisa 10 da comissão, Marquinhos falou de outro time em que deseja ser titular.

“Quero ser o camisa 10 de Campo Grande e não querem me dar”, brincou, sobre os planos de prefeito da Capital, ameaçados pelo fato dele ser irmão de Nelsinho Trad, que teria de renunciar para que Marquinhos concorresse.

No balanço final da distribuição das matérias apreciadas pela CCJR, o deputado Marcio Monteiro foi o que ficou com o maior número de projetos para relatar. “Eu pedi para dar mais projeto para ele, por ser novato na comissão”, explicou deputado Junior Mochi.

Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...
Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...
Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...


É muito bom ter um prefeito que interage com a gente nos meios virtuais, o Dr. Nelsinho sempre responde todas as perguntas. Ultimamente ele está ausente porque deve estar faltando tempo, mas mesmo assim é bom saber que ele está aberto para receber sugestões, reclamações, elogios e até para trocar uma ideia sobre o Comercial e o Botafogo.
 
Rodrigo Macêdo em 22/03/2011 09:15:40
E por falar em águas de março, seria bom o amigo prefeito Nelsinho Trad olhar um pouco pelos bairros, como por exemplo no Santa Luzia. A Rua Santa Isabel está quase intransitável. Que tal um "Cascalho" por lá, já que o asfalto parou e as previsões foram levadas para outros bairros? Não podemos deixar de lembrar também as enchurradas e cheia do acesso ao bairro, em frente ao condomínio das Paineiras, um antigo e velho problema. Com a palavra o nosso Nelsinho.
 
Luiz Morisson em 22/03/2011 04:50:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions