ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  04    CAMPO GRANDE 17º

Jogo Aberto

Outra vitória

Por Jogo Aberto | 07/04/2011 06:00

Os vereadores de Campo Grande Paulo Siufi, Jamal Salem e Loester Nunes vão aderir à paralisação dos médicos. Além de vereadores, os três exercem a Medicina e também reclamam dos preços repassados pelos planos de saúde

O protesto dos médicos contra a Unimed deve surtir efeito, mas quem vai pagar a conta é o consumidor. O reajuste será de 50% no valor da consulta dos planos em que a empresa paga metade e o funcionário arca com a outra parte.

O vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão, viu de perto a violência que é motivo de reclamação de muitos moradores na região do bairro Nova Lima. Vindo dos movimentos comunitários, ele é vizinho do supermercado em que, após um assalto, um ladrão foi baleado e morreu e outro ficou ferido.

A senadora tucana, Marisa Serrano desceu a lenha pelo twitter nos acusados no mensalão petista após revistas trazerem o relatório final do inquérito sobre o caso. "Fico imaginando como combate à corrupção impactaria nos investimentos d infra-estrutura, redução de impostos, melhoria da saúde e da educação. A corrupção é um dos principais obstáculos para atingir o desenvolvimento com redução das desigualdades sociais" twittou a senadora.

Ao anunciar o projeto piloto de mediação de conflitos no bairro Los Angeles para o dia 19, o promotor Douglas Oldegardo Cavalheiro disse não saber o que vai encontrar por lá. “Vai que apanhamos”, comentou sobre o bairro apontado como um dos mais violentos da Capital.

A fabricante da marca TNG, uma das principais confecções no Brasil, anunciou ontem ao governador André Puccinelli que pretente transferir para Três Lagoas a matriz da indústria. Hoje já são duas lojas na Capital e um Centro de Distribuição em Três Lagoas.

Assim que o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul passar a cumprir a determinação do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) para adotar o expediente integral, a OAB deve comunicar ao Supremo Tribunal Federal a perda do objeto da ação movida contra o TJ no ano passado, após a concentração do horário de funcionamento à tarde.

A OAB de MS, aliás, está comemorando as citações na imprensa nacional após o CNJ ter decidido pelo horário integral para todo o País ao julgar pedido de providências da entidade.

No mesmo dia em que saiu essa decisão, o Conselho também acatou pedido da Ordem para que os concursos da Magistratura passem a ter entre seus conteúdos o Estatuto da OAB.