ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  10    CAMPO GRANDE 20º

Jogo Aberto

Demitido por clã Bolsonaro após vir a MS, ex-assessor é promovido

Por Anahi Zurutuza e Marta Ferreira | 14/07/2020 06:00
Luciano Querido foi oficializado presidente da Funarte ontem; nomeação é polêmica (Foto: Arquivo pessoal)
Luciano Querido foi oficializado presidente da Funarte ontem; nomeação é polêmica (Foto: Arquivo pessoal)

Subiu de cargo – o ex-assessor do vereador Carlos Bolsonaro, um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro, Luciano da Silva Barbosa Querido foi oficializado nessa segunda-feira (13) como presidente da Funarte, a Fundação Nacional de Artes. Ele ocupava cargo de diretor-executivo.

Por aqui – Em Mato Grosso do Sul, ele foi protagonista de episódio polêmico, que já foi matéria do Campo Grande News. Em 20017, ele foi demitido pelo clã Bolsonaro acusado de pedir dinheiro no Estado para financiar a campanha de Jair Bolsonaro. O então candidato à presidência chegou a divulgar vídeo dizendo que não autorizava ninguém a falar em seu nome.

Transferido - Lotado na Assembleia Legislativa até o mês passado, quando foi preso pela operação Omertà em sua terceira fase, o policial militar Rogério Phelipe, foi tirado do posto. Agora, faz parte do Batalhão de Polícia Militar de Escolta e Guarda. Rogério era motorista do deputado estadual Jamilson Name (sem partido) na Assembleia Legislativa.

Denúncia - Na semana passada, começou a tramitar denúncia contra ele na Auditoria Militar em razão da prisão na Omertà. É acusado pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado) de integrar organização criminosa e corrupção passiva.

Dificuldade - A Justiça está “penando” para achar um psiquiatra que fique responsável pelo exame de Yasmin Natasha de Souza Carvalho, 19 anos, ré por ajudar o pai, Cleber de Souza Carvalho, em um dos sete assassinatos confessados por ele.

3ª tentativa - Depois da recusa do primeiro psiquiatra, Rodrigo Abdo, em fazer a perícia da jovem, por ser sua paciente, um segundo profissional foi nomeado, mas disse ter sido descredenciado. Agora, uma médica foi chamada para o trabalho.

Não é verdade – Um dos proprietários de farmácia de manipulação de Campo Grande citadas por blogueira no Instagram usou rede social para esclarecer que não oferece “coquetel” para prevenir ou combater os sintomas da covid-19. Informou que a farmácia somente manipulou medicamentos prescritos para a influencer por um médico.

Destaque - Ranking divulgado pela Open Knowledge Brasil, que mede o grau de transparência das informações sobre o coronavírus nos portais oficiais dos estados, mostra que Mato Grosso do Sul ocupa posição de destaque na divulgação de dados sobre a doença.

Pontuação - Com 88 pontos, o Estado está na quarta posição dentre as unidades da federação que melhor dá publicidade às estatísticas sobre o avanço da pandemia.

Assunto sério - A transparência nas informações é, segundo o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, item a ser levado a sério. “Desde o começo apresentamos o cenário da doença nas transmissões ao vivo realizadas todos os dias, no site coronavirus.ms.gov.br e no Painel Mais Saúde”.