A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


27/01/2016 06:00

Disputa no PMDB pode reforçar time do PSDB no interior

Waldemar Gonçalves

Em Dourados – Geraldo Resende pode deixar o PMDB na janela da infidelidade e se filiar ao PSDB, de Reinaldo Azambuja, para ser o candidato do governador a prefeito de Dourados em outubro deste ano. A informação pode soar como absurda por enquanto, mas nos bastidores os comentários são de que esta pode ser a única saída de Geraldo para ser candidato, já que o PMDB deve escolher o secretário de Saúde local, Sebastião Nogueira, para disputar a cadeira hoje ocupada por Murilo Zauith (PSB).

Já sabia – O discurso de Fábio Prieto de Souza foi um dos que mais chamou a atenção da seleta plateia na posse de Mansour Karmouche, novo presidente da OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Mato Grosso do Sul), segunda-feira à noite. Primeiro, o convidado, desembargador do TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região), contou que ainda no aeroporto em São Paulo sabia por que o vôo dele estava atrasado: a aeronave com representantes da OAB-DF havia pousado de barriga em Campo Grande, fechando a pista por algumas horas.

Antenado – Já dentro do avião, no aeroporto em São Paulo, o desembargador contou ter recebido pelo celular vídeo feito pelo presidente da OAB-DF, Juliano Costa Couto, instantes após o incidente. “Olhem aí porque nosso vôo está atrasado”, tratou o magistrado de espalhar a notícia aos demais a bordo. A história arrancou risos durante a solenidade de posse.

Conciliador – Fábio Prieto prosseguiu. Ao falar do novo presidente da Ordem, elogiou seu perfil conciliador. “É alguém mais de composição, não de enfrentamento desnecessário”, discursou o desembargador, finalizando o elogio em tom de brincadeira: “Dr. Mansour, quando está bravo com alguém do Judiciário, o chama lá na casa dele, serve um uísque 25 anos, os dois relaxam e entram em acordo”.

Sem ela – Vice-prefeito afastado do cargo de prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP) pediu para tirar de seu rol de testemunhas a vice-governadora, Rose Modesto (PSDB), no processo em que responde por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A previsão era de que a tucana, governadora em exercício até o dia 30, falaria à Justiça no dia 5 de fevereiro. Por enquanto, não há despacho do desembargador relator do caso, Luiz Cláudio Bonassini, em relação ao pedido.

De bens – A Justiça decidiu desbloquear bens de uma ex-servidora do TCE (Tribunal de Contas do Estado) processada sob acusação de ter sido funcionária fantasma no órgão, no começo dos anos 2000. Conforme publicado no Diário da Justiça na segunda-feira (25), apenas a Fazenda Boa Vista, de propriedade de Noely Rabello de Barros Trindade, continuará indisponível, para garantia do suposto débito dela apontado no processo, calculado em praticamente R$ 500 mil quando a ação foi proposta, em novembro passado. Além dela, outros seis supostos fantasmas estão sendo processados.

Confuso – O flagrante, publicado pelo Campo Grande News, de policiais civis usando viatura oficial – e, portanto, bem público – em um protesto favorável a colegas militares ainda confunde a cabeça de alguns agentes da lei. Um deles tentou sem qualquer razão aparente evitar o acesso da reportagem do jornal a uma delegacia ontem. Sem sucesso, obviamente. Além de ser ignorado na ocasião, o servidor público deverá explicar a atitude a superiores.

Reprovado – A DGPC (Diretoria Geral de Polícia Civil), por meio de sua assessoria de comunicação, pediu desculpas à profissional. Também explicou que este não pode ser o comportamento de um de seus membros e, por isso, prometeu investigar o incidente.

Sem trote – O início do ano letivo nas faculdades particulares já movimenta o setor contra os trotes. A UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), por exemplo, agendou para quinta-feira (28) entrevista coletiva com o objetivo de, principalmente, defender a “integração saudável” entre calouros e veteranos. As aulas na instituição começam dia 1º de fevereiro.

Chegar chegando – Veteranos de PMDB que estejam eventualmente de olho na disputa das eleições terão de lidar com pelo menos uma novidade na legenda. O deputado estadual Márcio Fernandes já confirmou que espera apenas a janela da minirreforma política para deixar o PTdoB e, no novo partido, tentar ser candidato a prefeito de Campo Grande. Quem perde com isso são principalmente vereadores. Fernandes tem convivência próxima com o presidente regional peemedebista, Junior Mochi, na Assembleia Legislativa.

(com a redação)

Vinda de Temer a MS atraiu poucos políticos
Recepção solitária – Programada em meio ao clima de tensão política sem fim em Brasília, a agenda do presidente Michel Temer em Mato Grosso do Sul no...
Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions