A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


25/06/2011 06:00

Jogando água fora

Jogo Aberto

Entre músicas tradicionais como Festa na Roça, Pula a Fogueira, Olha pro Céu, O Sanfoneiro Só Tocava Isso, Quadrilha Brasileira e Asa Branca, apenas uma canção atual entrou na lista das mais tocadas em festas juninas brasileiras neste ano. É Chora Me Liga, sucesso dos sul-mato-grossenses João Bosco e Vinícius.

Promotores de Justiça e vereadores cobraram do Secretário de Justiça e Segurança Pública Wantuir Jacini melhor estrutura para a Polícia Civil de Dourados. Hoje são 3.2 mil inquéritos no município, que tramitam há mais de dois anos.

Os representantes do Ministério Público Estadual dizem que existe um surto de delitos violentos na cidade. O detalhe nada animador é que o mesmo pedido foi feito ao secretário, há mais de 6 meses, em dezembro do ano passado.

Dono de veículo importado ficou surpreso ao tentar vistoria no Detran. Ao chegar no órgão, na saída para Rochedo, teve de retornar sem o serviço. Agora a vistoria desse tipo de veículo é terceirizada e custa 80 reais.

Além do valor, um dos proprietários diz que difícil foi encontrar algum funcionário que explicasse o motivo. Comunicado na parede apenas indicava os locais da vistoria. Ao chegar em uma das oficinas apontadas pelo Detran, na avenida Bandeirantes, outra surpresa. No local, os empregados não tinham ideia de como fazer o serviço.

O jogador sul-mato-grossense Lucas, hoje no Liverpool, voltou a Dourados para visitar projeto de futebol para crianças e fez a festa da garotada ontem. O douradense foi convocado para a seleção brasileira na Copa América 2011.

A OAB/MS publicou nota repudiando decisão do Conselho Nacional de Justiça. O processo sobre roupas que devem ser usadas pelos profissionais nos tribunais foi julgado, mesmo depois do anúncio de que não seria. Por unanimidade, os conselheiros decidiram que não cabe à OAB, mas sim aos tribunais, regular a vestimenta.

O presidente da OAB/MS, Leonardo Duarte, diz que vai respeitar a decisão do CNJ, “enquanto for válida”, mas comenta estar perplexo com o desrespeito aos advogados por ter sido colocado em pauta o assunto, mesmo depois do compromisso ao contrário, o que impediu o debate.

Vazamento na rua Itaporanga, no bairro Zé Pereira, continua há mais de 2 meses. Moradores dizem que já pediram providências, sem sucesso e consideram absurda a quantidade de litros d'água desperdiçada.

Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...
"Nem a pau", diz Correa sobre desistir de ação contra JBS
Negativo - “Nem a pau”. Essa foi a reação do presidente da CPI da JBS, Paulo Correa (PR), à cogitação de retirar a ação contra a empresa, para preser...
Bonito quer bombar com shows gringos no Carnaval
Bombando - Empresários estão investindo pesado no Carnaval de Bonito 2018. Além da celebridade internacional Paris Hilton, uma das atrações em negoci...
Fábrica planeja investimento de meio bilhão em porto
Projeto ambicioso – Depois de inaugurar mais uma unidade em Três Lagoas, ampliando a produção de celulose, a Fibria negocia com a ampliação da estrut...



A vistoria não é terceirizada.
O Denatran -órgão nacional- credenciou a revelia dos Detrans empresas para realizarem vistoria.
No caso específico trata-se de veículo que não permite visualização ao sequencial numérico. E o proprietário é informado disso pelo vistoriador
Se o Detran realizar essa vistoria, o proprietário corre o risco de perder a garantia do veículo.
É permitido que o proprietário leve o vistoriador a concessionária para realizar o procedimento na oficina credenciada.
Discordamos do termo "facada", pois os valores não são arbitrados pelo Detran e sim pelas empresas credenciadas pelo Denatran.
 
Santos Pereira em 25/06/2011 11:24:48
parabéns Santos Pereira, gostei da tua explicação, pois atualmente qualquer coisa feita por governo , tanto federal estadual ou municipal as pessoas caem matando e não pedem explicações é por isso e mais algumas coisas que estamos num mundo onde o certo não dão valor, agora o errado é que dá ibope. só uma coisa gostaria que você fizesse, se apresentasse, pois voce defendeu muito bem esta matéria, mas não sabemos qual é a tua posição dentro do DETRAN. obrigado .
 
joão medina em 25/06/2011 09:47:54
Após "viajar" até o DETRAN-MS, tive a "grata" surpresa ao ser comuniado pelos funcionários que não poderia realizar a vistoria no veículo, uma vez que não tinham acesso à numeração do motor. Ora, que culpa tem o proprietário sobre tal procedimento. A meu ver, caberia ao órgão de trânsito providenciar uma solução para o caso, e não terceirizar o serviço, fazerndo com que o dono do carro tenha que desembolsar mais R$ 80,00, o que sem dúvida, é mais uma facada no contribuinte, considerando outros pagamentos que temos que realizar no referido órgão. Fica aqui o meu protesto, sabendo que dificlmemntre algo será feito.
 
Andre Bossay Correa em 25/06/2011 01:49:06
Pois é Santos Pereira. Um segura (DETRAN) e o outro mete a faca(DENATRAN).Crime com concorrência de agentes. Esse é o país que não é nosso. Pobre povo brasileiro.
 
Euclydes Bezerra de Souza Jr em 25/06/2011 01:35:27
Desculpe caro Santos Pereira,
Não consegui entender sua explicação, se a vistoria era realizada no Detran e agora passamos a fazer em "empresas credenciadas" como que o serviço não é TERCEIRIZADO ??
Sempre arrumam um meio diferente de mexer no bolso do contribuinte, e pior que isso são as explicações e/ou engodos que inventam ....é pra acabar !!!
 
Jonas de Paula em 25/06/2011 01:07:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions