ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 21º

Jogo Aberto

Eleição antecipada na Câmara não caiu bem no Governo

Por Nyelder Rodrigues, Gabriela Couto e Adriel Mattos | 22/07/2021 06:00
Foto dos vereadores de Campo Grande em sessão antes do recesso parlamentar (Foto: Divulgação/Câmara Municipal)
Foto dos vereadores de Campo Grande em sessão antes do recesso parlamentar (Foto: Divulgação/Câmara Municipal)

De olho aberto - A antecipação da eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal do biênio 2023-24 para este ano deixou o pré-candidato ao Governo do Estado, Eduardo Riedel, de orelha em pé. A articulação do prefeito Marquinhos Trad (PSD), mantendo a base aliada no comando, é vista como uma pedra no caminho do PSDB em 2022.

Base forte - O maior colégio eleitoral do Estado é Campo Grande, com praticamente um terço dos eleitores. Ter os vereadores em número massivo como aliados é ponto fundamental para conseguir votos dos eleitores da Capital. O PSD já deixou claro que em 2022 terá candidatura própria, se não for Marquinhos Trad, será o irmão, senador Nelsinho.

Sorria - Falando na família Trad, Marquinhos, Nelsinho e o deputado federal Fábio Trad, também do PSD, apareceram ao lado da mãe em foto postada por Fábio nas redes sociais. "Como momento raro", segundo Fábio. O deputado fez questão de relembrar o pai, Nelson Trad.

Deu bode - A agenda do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, aconteceu na semana passada mas ainda repercutiu nessa semana no Parque dos Poderes. Na equipe do Governo do Estado, a busca foi pelo "culpado" de uma programação com compromissos em pontos extremos da cidade. A locomoção foi questionada por todos.

Rodou a cidade - A principal interrogação foi quanto ao almoço. O ministro desembarcou no aeroporto, localizado na saída para Aquidauana, e foi até Assembleia Legislativa, do outro lado da cidade. Depois, seguiu para o drive-thru do Ayrton Senna, na saída para Sidrolândia, e retornou para almoçar ao lado do Parque dos Poderes.

Morena - Um mês após ao lançamento de "Morena", Luan Santana alcançou a 1ª colocação no Brasil pelo iTunes, sistema que aponta sua presença em 4º lugar em Portugal, 36º no Chile e até na Áustria, onde o hit aparece entre as 156 composições mais ouvidas.

Sucesso - O videoclipe teve mais de 47 milhões de visualizações, somando 70 milhões de streams combinados, além de alcançar o 1º lugar pelo YouTube no Brasil e em Portugal, o 26º no Paraguai e ocupar a liderança dos vídeos mais vistos nas 24h após o lançamento.

Nova onda - Ao que tudo indica o debate político brasileiro, dominado pelo duelo entre bolsonarismo e lulopetismo, vai ganhar um novo "tema alternativo": semipresidencialismo. A possibilidade de contar também com um primeiro-ministro é defendida pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e pelo ex-presidente Michel Temer (MDB).

Vem aí - Temer deixou claro tal posição em reunião feita nessa semana com lideranças do MDB, inclusive de Mato Grosso do Sul, onde aproveitou para defender a candidatura da colega de sigla, a senadora sul-mato-grosssense Simone Tebet, à Presidência da República. Contudo, nas eleições do Senado, o partido a abandonou no meio do caminho.

Sinal positivo - O Conselho Superior da Polícia Civil aprovou a inclusão do nome do delegado Mikhail Alessandro Gouvea Faria à Deleagro (Delegacia Especializada no Combate a Crimes Rurais e Abigeato). Faria tinha acabado de assumir o comando da especializada quando morreu em um acidente, no dia 5 de maio.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário