A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


16/07/2016 07:00

Empresa ligada a dirigentes do 'Sistema S' fatura alto

Waldemar Gonçalves

Whats eleitoral – Ao contrário do que muitos candidatos podem pensar, o WhatsApp não será terra sem leis na campanha eleitoral deste ano. A Justiça avisa: o aplicativo está sujeito às mesmas regras impostas ao uso da internet. Entre elas: nada de xingar ou difamar o adversário em redes sociais, muito menos contratar alguém para isso. No mais, a campanha online é liberada. Com um detalhe, este em relação ao Facebook: sem propaganda paga.

EsquemaS – Mudanças numa poderosa entidade começa render lucros para empresa ligada a seus dirigentes. Serviço que era feito mensalmente ao custo de R$ 8 mil saltou para R$ 48 mil. Esta empresa vai assumir todo o serviço do Sistema S.

Notícia boa – “Enfim, uma notícia boa: Câmara dos Deputados elegeu novo presidente. Espero que seja o início de novos tempos e que a casa possa votar projetos importantes para a retomada do desenvolvimento e a geração de empregos”. Texto da senadora Simone Tebet (PMDB-MS) postado no Facebook.

Defensores dela – José Orcírio, o Zeca do PT, divulga discurso do ex-presidente Lula criticando a imprensa por maltratar e ser mal educado com Dilma Rousseff. Enquanto Vander Loubet reproduz textos com análises de que a presidente afastada não cometeu crimes passíveis de punição com impeachment. No Facebook, deputados federais petistas de Mato Grosso do Sul tentam, como pode, salvar o mandato da chefe petista.

Defensor dele – O deputado federal Carlos Marun, do outro lado da mesa política, por sua vez, reproduz em seu perfil na rede social notícia de que a inflação desacelerou de maio para junho. “Quando a inflação perde força, quem ganha é o brasileiro” e “viva o novo Brasil presidido pelo Michel Temer” são algumas das frases propagadas pelo peemedebista.

Voltou para a toca – Depois de reaparecer por três dias para inaugurar obras antes do período eleitoral, o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), parece ter voltado para a ‘toca’. Sua assessoria diz que o período eleitoral deixa agendas externas mais restritas, deu um "até breve" à imprensa por WhatsApp, e desconversou sobre a candidatura à reeleição.

Vascaíno do contra – Com a experiência de ter presidido a Câmara Municipal de Campo Grande, o vereador Mario Cesar (PMDB) diz acreditar na força política do deputado estadual Marcos Trad (PSD) na disputa pela Prefeitura. Mas, para ele, falta articulação: "quem foi Marquinhos Trad na Assembleia? Quantos deputados gostam dele? Até na família ele destoa, o pai, o irmão Nelsinho, o primo Mandetta são botafoguenses. Marquinhos é Vasco".

Saiu pela tangente – Depois de ser levado por policiais do Gaeco para depor em 19 de maio, o procurador jurídico da Câmara Municipal, André Scaff, preferiu se afastar do trabalho no Legislativo. Investigado sobre a origem de seus imóveis e porte ilegal de arma, Scaff preferiu sair de cena. Quem analisa os processos jurídicos da Câmara é o chefe de gabinete da presidência e procurador do município Fernando Miceno Pineis.

Picarelli na TV – Está confirmado. O deputado Maurício Picarelli (PSDB) teve o nome apresentado na TV Guanandi como novo diretor-executivo, que vai assumir a afiliada da Band em Mato Grosso do Sul a partir de agosto. Informações internas apontam para mudanças na grade, com expectativa de novos direcionamentos e possíveis demissões. Entre os funcionários, o clima é tenso.

Via blog – “É melhor correr o risco de salvar um homem culpado do que condenar um inocente”. A frase atribuída a Voltaire é ‘cartão de visitas’ no novo blog do juiz federal Odilon de Oliveira. Ele anunciou o lançamento da página quinta-feira à tarde, em seu perfil no Facebook. Nela, fala sobre combate às drogas, corrupção, justiça, política, saúde e violência.

(com Alberto Dias)

Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...
Secretário torce e comemora venda da folha
Torcida - Parecia um jogo valendo título a forma como o secretário de Finanças e Planejamento de Campo Grande, Pedro Pedrossian Neto, acompanhava a a...
Partidos fazem "fila" por Takimoto
Desejado - Na mira do PDT para perder o mandato, o deputado estadual George Takimoto já tem fila de interessados em seu passe na Assembleia Legislati...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions