A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


28/01/2015 06:00

Exemplo ao País, Casa da Mulher amplia desfalque em órgãos

Edivaldo Bitencourt

Exemplo – A Casa da Mulher Brasileira vai ser inaugurada com pompa, contará com a presença da presidente da República, Dilma Rousseff (PT), e será exemplo para o Brasil. As vítimas de violência doméstica vão contar, em único espaço, com todos os serviços necessários para a assistência total.

... mas – Por outro lado, a Casa da Mulher Brasileira vai agravar o déficit de profissionais existentes na Polícia Civil, na Defensoria Pública, no Ministério Público Estadual, na Justiça estadual e até na Guarda Municipal. Vai cumprir a risca o ditado popular do cobertor curto, cobre um lado para descobrir o outro.

Missão – A presidente Dilma vai enviar representante para inspecionar pessoalmente a obra da Casa da Mulher Brasileira. O objetivo é conferir se o prédio está de acordo com o projeto e pronto para ser inaugurado.

Derrota – O Tribunal de Justiça negou mais um pedido de Alcides Bernal (PP) para voltar ao comando da Prefeitura Municipal de Campo Grande. Em dezembro, ele já tinha perdido no Superior Tribunal de Justiça.

STF – Bernal ainda mantém esperanças de voltar ao cargo. Ele aposta no julgamento do Supremo Tribunal Federal. Aos poucos, o progressista vai perdendo o mote de que pode voltar ao cargo a qualquer hora.

Já era – Por outro lado, os assessores do prefeito Gilmar Olarte (PP) ficaram eufóricos com a decisão do Tribunal de Justiça. “Já era” e “era a pá de cal que faltava” foram os comentários mais ditos e teclados ontem à tarde sobre o futuro político de Bernal.

Sumida – A secretária estadual de Educação, Maria Cecília Amendola da Motta, fugiu, literalmente, da imprensa ontem de manhã. Na reunião com os diretores, ela deixou os holofotes para o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e não respondeu a nenhuma pergunta.

Dois pesos – O atraso no início do ano letivo pode custar "caro" aos estudantes da rede pública. Como a lei exige o cumprimento de 200 dias letivos, as escolas serão obrigadas a ampliar o número de sábados letivos neste ano.

Novela – Até funcionários da Secretaria Municipal de Infraestrutura estão cansados da novela em que se transformou a revitalização da Avenida Ernesto Geisel. Prevista para ser iniciada em 2012 e com recurso em caixa, a obra não sai do papel e segue emperrada na Caixa Econômica Federal.

Adaptação – A obra do anel rodoviário também virou outro novela. Agora, técnicos vão estudar mudanças para adaptar o projeto à duplicação da BR-163, que foi privatizada e está sob o comanda da CCR MS Via.

(colaboraram Kleber Clajus e Juliene Katayama)

Adeus a "Playboy" tem foto de bebida na mesa de bar
Despedida – Tem gosto amargo e dolorido, principalmente para as pessoas próximas, a última foto postada nas redes sociais por Marcel Colombo, conheci...
Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...
Clima de campanha não poupa nem festões
Todo lugar - O clima de campanha, neste segundo turno polarizado, não deixa escapar nem os casamentos. Durante festa no sábado no bufê Murano, na Ave...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions