A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


05/09/2017 06:00

Filme sobre Lava Jato passa longe dos personagens de MS

Marta Ferreira

Fora de cena - Dois dos principais personagens de Mato Grosso do Sul na investigações da Lava Jato, José Carlos Bumlai, mais conhecido como “amigo do Lula”, e o ex-senador Delcídio do Amaral, foram preteridos do roteiro para o cinema sobre a operação. Nenhum dos dois aparece na produção, que estreia essa semana.

Gente como a gente – Bumlai, que está em São Paulo para a continuidade do tratamento contra o câncer, até poucos dias levava a vida de um cidadão comum em Campo Grande. Foi visto, inclusive, levando neto a uma escola particular local.

Cortesia - Em conversa com novos juízes de Mato Grosso do Sul, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) comentou da boa relação em geral com representantes da justiça. Exemplificou com os integrantes do Ministério Público Estadual com quem, segundo ele, sempre se deu bem, desde quanto prefeito de Maracaju, seu primeiro cargo político.

Lembrança – Segundo Reinaldo, quando era prefeito, o fluxo era tranquilo. 'Os promotores apresentavam seus pedidos e ações e nós sempre respondiamos e fazíamos a devida defesa'.

Cautela – A fala do governador também foi de alerta ao que chamou de denuncismo, em que, segundo ele, a palavra de delator é tida “logo como verdade”. 'São condenados de forma antecipada', afirmou sobre os alvos das delações.

Coicidência - Horas depois da afirmação de Azambuja, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, informou que a delação dos irmãos Batista, donos da JBS, pode ser anulada. A dupla tem sido alvo frequente de críticas do governador de MS.

Legalista - Reinaldo destacou, ainda, que apesar de todos os problemas, sempre defendeu a democracia e não concorda com aqueles que defendem o retorno da ditadura. 'É o melhor sistema, onde as pessoas decidem em quem votar e quais devem ser seus governantes'.

Tarefa difícil – Pagar o salário extra de fim de ano vai ser problemático também para o Governo, a exemplo da Capital. Azambuja disse ontem que, este ano, o cumprimento com a despesa será um será um “desafio” para todos os gestores. Segundo ele, a equipe trabalha para viabilizar os valores.

Michel de volta – No domingo, a segunda temporada do quadro de Michel Teló no Fantástica foi encerrada com Luan Santana e Almir Sater em Campo Grande. O paranaense que surgiu para a música no Estado estará de volta no fim de outubro, quando apresentará o show que surgiu do especial de TV

Quem serão ? – A apresentação será no Show de Verão da TV Morena. Ainda não está definido quem subirá ao palco junto com Michel. A data é 27 de outubro, a tempo da edição para apresentação na virada do ano.

(Com Leonardo Rocha e Aline dos Santos)

Repercussão de ação contra quadro divide deputados
Quadro da discórdia - Quase uma semana depois, ainda rende nos bastidores da Assembleia a polêmica intervenção de deputados que foram à polícia contr...
Expogrande sonha com Roberto Carlos para 2018
“Só nomes “top” - É o que a direção da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) quer trazer para a edição de 2018 da feira, que será...
Coincidência trágica e violenta uniu Mayaras na Capital
Coincidência trágica – Não só o nome, mas o destino trágico uniu duas Mayaras em Campo Grande. Mayara Amaral, de 27 anos, foi assassinada no dia 24 d...
CPI estuda nem ouvir donos da JBS
Inócuo - Diante de tantas confissões da JBS de que não fez os investimentos prometidos em Mato Grosso do Sul, a CPI criada na Assembleia Legislativa ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions