ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  18    CAMPO GRANDE 35º

Jogo Aberto

Giroto abandona de vez a engenharia e agora é agricultor

Por Nyelder Rodrigues, Gabriela Couto e Adriel Mattos | 27/07/2021 06:00
Giroto revela que quer distância da política e arrendou terras para produzir nelas (Foto: Arquivo/Paulo Francis)
Giroto revela que quer distância da política e arrendou terras para produzir nelas (Foto: Arquivo/Paulo Francis)

Outro homem - Ex-secretário de Obras de Campo Grande e de MS, Edson Giroto largou a engenharia e a política. "Nunca mais quero mexer com isso", garante. Agora, ele investe em agricultura. Depois da prisão, diz que arrendou terra para começar a plantar. "Vou retomar minha vida plantando", frisa.

Singelo - Sobre o futuro na política, o ex-secretário é categórico: "Não quero, não devo e não vou [me envolver]". Giroto pede o direito ao esquecimento. "Quero paz, depois de tudo que eu passei, não quero mais. Quero ver a vida de forma mais singela possível, sem aparecer. Não vou a restaurante, não vou a boteco, quero ser anônimo".

Encontros - Ex-aliado de Giroto, André Puccinelli (MDB) teria visitado a deputada federal Rose Modesto (PSDB) e a senadora Soaraya Thronicke (PSL), além de se reunir com a ministra Tereza Cristina (DEM) - que segundo ele, vai o apoiar para governador.

Volta aqui - O prefeito Marquinhos Trad (PSD) teve que voltar à governadoria após ter saído correndo da agenda com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). A equipe de imagens do chefe municipal teve que convocá-lo para retornar à governadoria para gravar vídeos institucionais sobre a reunião de ontem (26).

Ressurgindo - Marquinhos Trad revelou que o PSD trabalha com três possibilidades para candidatura ao Governo. Além do nome dele e do irmão senador Nelsinho Trad, também é cogitado o nome do ex-juiz federal aposentado Odilon de Oliveira.

Sem opção - No cenário nacional, Marquinhos mostrou preocupação com a falta de nome para a chamada terceira via. Até o momento a orientação do presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, é não apoiar a reeleição de Jair Bolsonaro (sem partido).

Cobrança permanente - Durante entrega de viaturas no Parque nos Poderes, o prefeito de Antônio João, Marcelo Oliveira, o Marcelo Pé (DEM), elogiou a atuação do secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende. "O Geraldo está sempre puxando a orelha dos prefeitos", revelou enquanto discursava na solenidade.

Jogo duro - "Ele sempre repete que não tem que guardar vacina, que vacina é no braço da população. Só temos que agradecer pelo seu trabalho", afirmou. MS é líder na vacinação contra a covid, tendo imunizado completamente até agora 31% da população.

Sem regra - Normas de biossegurança foram já no primeiro dia de volta às aulas presenciais quebradas. E quem não as respeitou foi justamente a secretária municipal de Educação, Elza Fernandes. Ela não resistiu e abraçou um aluninho da rede municipal, fez foto e ainda postou no status do WhatsApp.

Em casa - Enquanto alguns vereadores optaram em tirar férias fora do Estado no recesso parlamentar, outros preferiram seguir em Campo Grande e visitar escolas nesse retorno das aulas presenciais, conferindo se tudo está mesmo em ordem.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário