A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


22/06/2011 06:00

Não posso falar

Jogo Aberto

Os publicitários Giovani Favieri e Armando Peralta Barbosa, que já têm os nomes envolvidos em escândalos em MS e SP, estão retornando ao Estado, por meio da influência de um grupo de amigos. Sintomaticamente, a empresa que se instala por aqui tem o nome “Origem”.

Anunciada com estardalhaço por alguns veículos de comunicação, até o dia 20 de junho não há registro de nenhuma ação popular contra o futuro senador Antônio Russo. O “nada consta” foi solicitado pelo empresário e confirmado pela Justiça Federal.

Primo do prefeito Nelsinho Trad, o deputado federal Luiz Henrique Mandetta demonstrou apoio ao chefe do Executivo Municipal, no momento de maior crise da atual administração. Mandetta afirmou que Nelsinho está “100% certo” e que “companheiro é companheiro” no que diz respeito as cartas de demissão dos secretários.

Ao final da reunião entre o prefeito Nelsinho Trad e vereadores, na segunda, o presidente da Câmara, Paulo Siufi, e outros integrantes da base governista, dirigiram-se aos jornalistas para relatar alguns detalhes da conversa. Mal começara a entrevista, Magali Picarelli se afastou do grupo e, nem deu dois passos, foi interpelada por Siufi. “Não foge não”, pediu, arrancando risos dos colegas.

Mandetta, que é integrante da Comissão de Combate as drogas na Câmara Federal, revelou, durante evento que discutiu o tema, que o grupo fará, em agosto, a primeira missão internacional de diplomacia ao Paraguai, Bolívia, Peru e Colômbia, para afinar pontos comuns de combate ao tráfico. O democrata vai visitar os países que fazem fronteira com Mato Grosso do Sul.

Enquanto as palestras do encontro sobre enfrentamento ao crack aconteciam na Assembleia, integrante da comissão de Direitos Humanos da OAB reclamava da entidade não ter sido convidada para o debate. “Pergunte aos promotores quantos pacientes eles encaminharam a clínicas de reabilitação”, indagava o “reclamante”.

O ginecologista César Galhardo, depois de deixar a vida política, sem vencer as eleições recentes, agora virou "colaborador" do programa Picarelli com Você. Até fazer exame para contestar a Polícia Civil, o médico anda fazendo. Ele também é presidente do Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande (IMPCG).

Durante julgamento do procurador aposentado, Carlos Alberto Zeolla, a defesa fez uma "paradinha" estratégica para sensibilizar os jurados. Logo no início da audiência foi pedido tempo para ele tomar "remedinho".

Durante evento na Governadoria, sobre o Geoparque Bodoquena/Pantanal, o governador André Puccinelli fez discurso e, ao se dirigir as pesquisadoras Sylvie Giraud, da Alemanha, e Marie Luise Frey, da França, arriscou no inglês ao final do discurso. Numa fluência arrastada, falou para as especialistas da Unesco que os destinos turísticos do Estado são as mais bonitos do País e soltou um desenvolto: “Mato Grosso do Sul the Best”.

Perguntado sobre a reformulação anunciada por Nelsinho Trad, André Puccinelli garantiu que não iria comentar para não parecer que estaria dizendo como o prefeito deve agir. O governador disse entender, mas que não saberia dizer se agiria da mesma forma. Nos bastidores, a participação de André nas modificações da prefeitura é tida como certa.

Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...


A corda arrebenta sempre para o lado mais fraco. Incompetência por incompetência, quem deveria ser demitido é o prefeito. Mas como foi povo quem o admitiu no cargo público, vamos aguardar a sua demissão nas urnas.
 
osmiro capistrano da costa em 22/06/2011 10:10:02
Isso mesmo! louvavel a atitude do Prefeito Nelsinho.
 
FERNANDO DIAS DA SILVA em 22/06/2011 04:01:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions