A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Julho de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


22/06/2019 07:00

Juiz da Auditoria Militar diz que MS vai virar RJ

Ângela Kempfer

Como nos morros - Juiz da Auditoria Militar, Alexandre Antunes, avisa que Mato Grosso do Sul vive um momento que, se o Estado não tomar providências urgentes, vai acabar como o Rio de Janeiro, com crime organizado poderoso dentro das instituições.

Máfia - Na avaliação dele, a Polícia Militar é cada vez mais ocupada por gente de “má índole”, infiltrada para cometer crimes. O juiz parecia bem irritado nesta semana, após o fim do julgamento que decidiu pela absolvição do PM Admilson Cristaldo, por falta de provas. Ele foi acusado de participação na máfia dos cigarreiros.

Minhas comadres - O ex-deputado Maurício Picarelli vai votar à TV no dia 1º de julho. Estreia com o Programa Acesso Livre, às 18h45, na Rede Brasil. Mas a linha não terá muitas novidades, continua nos moldes do Povo na TV, falando sobre polícia e pendengas judiciais.

Durante – Coube a Nelsinho Trad (PSD) a pergunta que faz aumentar o escândalo da divulgação de conversas do Telegram entre o então juiz Sérgio Moro e procuradores da Lava-Jato. O senador sul-mato-grossense questionou Moro, na quarta-feira (18), se ele interferiu na troca de procuradores da operação. O ministro afirmou que não, mas não é o que revelaram as mensagens vazadas.

Depois – Horas depois do depoimento de Moro na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, nova leva de informações do The Intercept Brasil, divulgadas pelo jornalista Reinaldo Azevedo, mostravam que Moro sugeriu a substituição da procuradora Laura Tessler do interrogatório do ex-presidente Lula.

Vacinação hi-tech - Campanha de vacinação foi parar no Campus Party, maior evento de imersão tecnológica do País. Segundo o ministro Luiz Henrique Mandetta, a ideia surgiu como forma de ampliar a conscientização. “Todos os países do mundo estão buscando soluções para chegar até essas pessoas”, justificou.

Potiguares – A Penitenciária Federal de Mossoró (RN), aos poucos, vai se tornando destino de presos sul-mato-grossenses envolvidos em casos polêmicos. Além do guarda municipal Marcelo Rios, investigado no caso do “arsenal do Monte Líbano”, presos em operações como a Laços de Família deixaram Mato Grosso do Sul rumo ao presídio nordestino.

Hóspedes – Suposto líder do esquema de tráfico investigado na “Laços”, o subtenente PM Silvio Cesar Molina viu sua defesa protestar contra o pesado regime de monitoramento do presídio potiguar, que impede encontros reservados. Além dele, Douglas Alves Rocha está em Mossoró em razão da operação –ele voltou a MS para julgamento de homicídio no fim de maio.

Desafio Zé Gotinha - Em evento dentro do Campus Party, conhecido como hackathon, programadores, designers, analistas de sistemas encaram uma maratona para o desenvolvimento de uma solução tecnológica que aumente a cobertura vacinal.

Fake News – Os índices têm caído e na opinião de Mandetta o problema tem relação até com notícias falsas, que contestam as vacinas. “De uns anos pra cá, talvez pelo fato de nunca ter convivido com essas doenças, ou por conta da fake news ou por ignorância, por não saber, os níveis de vacinação começaram a cair”, disse o ministro.

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions