A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


21/07/2015 06:00

Justiça leva oito anos para absolver ex-governador

Edivaldo Bitencourt

Debandada – Não só os médicos que estão deixando a Prefeitura de Campo Grande após a greve. Técnicos de enfermagem e enfermeiros também têm pedido demissão da rede municipal. A saúde ainda sofre com os pedidos de exoneração dos agentes comunitários e de endemias.

Pan – O vereador João Rocha (PSDB) tinha convite para integrar a equipe brasileira de judô nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá. No entanto, o parlamentar não pode viajar em decorrência de problemas de saúde na família.

Cansado – O ex-governador e deputado federal Zeca do PT continua indignado com a presidente da República, Dilma Rousseff (PT). Ele não se conforma com a demora na indicação dos novos chefes dos cargos federais no Estado. O petista está de olho na Fundação Nacional de Saúde.

Julgamento – Neste mês, após oito anos, Zeca do PT teve uma importante vitória na Justiça. Ele foi absolvido da acusação de improbidade administrativa no caso da improbidade administrativa. A sentença é do juiz Marcelo Ivo de Oliveira, que rejeitou pedido feito pelo MPE (Ministério Público Estadual).

Inocente – No entanto, a sentença não deve acabar com o tranquilidade do ex-governador. Zeca do PT é alvo, junto com agências de publicidade e servidores, de uma dezena de ações de improbidade administrativa. Ele já tinha conseguido trancar as ações por peculato referente ao mesmo caso.

Pesquisas – Apesar do recesso parlamentar, políticos estão a todo vapor promovendo pesquisas sobre a sucessão municipal. O principal objetivo é saber como o eleitor vai votar em Campo Grande após a cassação de Alcides Bernal e dos problemas da administração de Gilmar Olarte, ambos do PP.

Para constar – No dia 10 deste mês, a prefeitura publicou os planos diretores de mobilidade urbana, de transporte e de drenagem. Os estudos foram realizados em 2008 e estão defasados. No entanto, a publicação só foi ocorreu após recomendação do Ministério Público Estadual.

Exceção – Terror de Brasília, o procurador da República em Curitiba, Deltan Dallagnol, fez palestra em Campo Grande. Chamou a atenção que o único político participante do evento foi o vereador de Dourados, Elias Ishy (PT).

Reforma continua – O prefeito da Capital, Gilmar Olarte, ainda não concluiu a reforma no secretariado. Ele pode ser obrigado a buscar um novo nome para Fundação Municipal de Espoertes. O titular, José Amâncio da Mota, cogita sair para se dedicar à preparação da seleção brasileira de vôlei para os Jogos Olímpicos do Rio.

Exceção – Apesar da crise econômica da Capital, a prefeitura manteve as nomeações de aprovados nos concursos públicos. O secretário municipal de Administração, Wilson do Prado, explicou que eles vão substituir os servidores aposentados.

(colaboraram Antonio Marques e Leonardo Rocha)

Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...
O entrave no cadastro de pedófilos
Entrave burocrático – Autor do projeto de lei que criou o cadastro de pedófilos em Mato Grosso do Sul, o ex-deputado estadual Carlos Alberto David, d...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions