A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


31/05/2011 06:01

Na defesa

Jogo Aberto

Contratado no dia 17 de maio para ser consultor do Hospital Regional, o administrador de empresas José Adolfo Oliveira da Silva, não chegou a começar a trabalhar. Ele abriu mão da vaga, após as notícias relembrando as acusações em relação à quebra de um plano de saúde na Bahia e também sobre sua atuação como diretor de um hospital em Lins, interior de São Paulo.

Para o presidente da Funsau (Fundação de Saúde de Mato Grosso do Sul), Ronaldo Perxes Queiroz, que trabalhou com José Adolfo em Lins, foi a perda de um quadro importante para a Saúde no Estado. Queiroz afirma que o fato de José Adolfo ter falido empresa não invalida o conhecimento técnico do administrador, que era pré-habilitado como consultor pela Escola de Saúde.

Foi a segunda vez que José Adolfo veio trabalhar em Mato Grosso do Sul e acabou não ficando. A primeira foi 2009, quando foi contratado pela Junta Interventora da Santa Casa e, após surgirem as informações sobre o plano de saúde falido na Bahia, foi demitido.

Mais um envolvido no escândalo da Sanasa é figura conhecida em Mato Grosso do Sul. O ex-secretário de Comunicação no governo Zeca do PT, Eduardo Godoy, é investigado porque uma das reuniões do banco que desfalcou a prefeitura de Campinas foi no escritório da agência de publicidade dele.

Dudu Godoy, como é conhecido, fez o segundo turno da campanha de Zeca, em 98, e depois foi novamente chamado para o primeiro escalão. Segundo matéria do estado de São Paulo, de lá para cá, depois que deixou Mato Grosso do Sul, só da Petrobras levou 340 milhões em verbas de publicidade.

Em resposta sobre a reunião com os envolvidos nas fraudes na área de saneamento, de mais de 600 milhões, Dudu disse que apenas cedeu a sala porque tinha a conta da prefeitura e, por tanto, a Sanasa também tinha tratamento vip. Apesar disso, a promotoria quer saber o grau de relação entre Dudu Godoy com o esquema.

O senador Waldemir Moka (PMDB) percorre o Estado já nos preparativos para as eleições municipais de 2012. De olho em alianças com PSDB, DEM e PPS, Moka tem avisado que “onde o partido tiver candidato em condições de ganhar a disputa, vamos dar total apoio. Agora no município onde eventuais aliados estiverem mais bem cotados o PMDB respeitará e dará respaldo à aliança”.

A sul-mato-grossense Priscila Pires casou no sábado com o empresário Bruno Andrade. Abusou e chegou duas horas atrasada à Igreja Santa Margarida Maria, na Lagoa, no Rio de Janeiro. Um dos detalhes da noiva foi sapado bordado por ela, já usado em ensaio sensual depois que deixou o BBB.

Diante da polêmica instalada e sob risco de mudança na votação no Senado, a Federação da Agricultura e Pecuária convocou coletiva de imprensa para hoje para falar sobre o novo Código Florestal. Dentre os pontos a serem "esclarecidos" estão nistia das autuações por dano ambiental e a preservação do Pantanal.

Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions