ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUARTA  03    CAMPO GRANDE 18º

Jogo Aberto

Mandetta espera quarentena para voltar ao batente

Por Marta Ferreira, Ângela Kempfer e Anahi Zurutuza | 12/05/2020 06:00
Mandetta na varanda do gabinete do prefeito Marquinhos Trad (PSD), na Esplanada Ferroviária. (Foto: Denilson Secreta/PMCG)
Mandetta na varanda do gabinete do prefeito Marquinhos Trad (PSD), na Esplanada Ferroviária. (Foto: Denilson Secreta/PMCG)

Posso? - Interessado em voltar a "cumprir expediente" depois de ser demitido, embora não diga onde, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta aguarda consulta à Comissão de Ética do governo federal sobre quarentena que deve ser feita por ex-servidores públicos. "Quero trabalhar", resumiu à coluna, dizendo que, para isso, pretende cumprir todos os ritos exigidos.

Desagravo - Sem citar nomes, o deputado federal Fábio Trad (PSD) resolveu fazer um desagravo às mães dos 11 Ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) “que teriam sido agredidas em sua honra pelo ministro da má educação do País”. “Feito o desagravo, agora sim, Feliz Dia das Mães, inclusive para a digna mãe do ministro da má educação”, postou o sul-mato-grossense no Twitter.

11 filhos - A história nos bastidores é que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse em reunião de ministro que o STF é composto por “11 filhos da p...”. O encontro do dia 22 de abril voltou a ser pauta porque foi citado pelo ex-ministro Sérgio Moro como prova de que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ameaçou demiti-lo caso não trocasse o comando da superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro.

Errooooou - A prefeitura de Sete Quedas entrou e saiu do mapa da covid-19 em Mato Grosso do Sul em menos de 8 horas. Dois casos foram confirmados de manhã e à tarde a Secretaria Municipal de Saúde informou que os moradores são, na verdade, de Pindoty Porã, no Paraguai, que faz fronteira seca com Sete Quedas.

Milagre - As cenas de filas quilométricas em avenidas como Gury Marques e Gunter Hans, em Campo Grande, não vão se repetir. O que parece difícil de acreditar é afirmação do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. Realmente, nessa segunda-feira, na Capital, poucas aglomerações foram vistas em frente as agências do banco, mas porque a maioria já sacou a primeira parcela do benefício.

Descrédito - Na avaliação dele, a situação das últimas semanas só ocorreu porque houve um “atraso na questão da tecnologia”. Essa promessa de minimizar a espera só perde a credibilidade porque Pedro Guimarães garante que desde quarta-feira passada não há filas nas 4,2 mil agências da Caixa. Até sexta-feira era possível ver aglomerações de pessoas sob o sol em Campo Grande.

Sem dono – Vencedores do primeiro sorteio da Nota MS Premiada têm só mais alguns dias para fazerem o cadastro e receber o valor, mas o prêmio foi “esquecido” por 179 ganhadores.

Chamada – Pela segunda vez em uma semana, o Governo de Mato Grosso do Sul fez alerta de que mais da metade dos sorteados ainda não requereram a grana e correm risco de ficar sem. Depois de 90 dias, os valores voltam aos cofres estaduais.

Enquete – O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) está com as inscrições abertas e a senadora Simone Tebet (MDB) lançou enquete no Facebook. Ela quer saber se a aplicações das provas devem ser adiadas diante da pandemia do novo coronavírus.

E o Bernal? – Ex-prefeito cassado de Campo Grande, Alcides Bernal, ainda causa um debate ou outro nas redes sociais e parece não ter superado o período mais turbulento de sua carreira política. No Dia da Mães, ele se lembrou de quando o então vereador, Roberto Durães (PSC), disse que conhecia a mãe do então chefe do Executivo “no silêncio dos edredons”. “Essa foi a Câmara de Vereadores que eu tive que conviver”, postou.