A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


18/02/2012 08:00

Michel Teló versus Tradição

Jogo Aberto

Lenha na fogueira

Ao defender a candidatura do PSDB em Campo Grande, o deputado Alcides Bernal (PP) aproveitou para jogar pimenta na corrida eleitoral. Em meio a possível racha e acusações de preferências no PMDB, Bernal declarou que o partido já escolheu Edson Giroto (PMDB) e só está esperando o tempo passar.

Otimismo

O líder do PMDB na Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Rocha, está bastante confiante no desempenho de seu partido na eleição em Campo Grande. A ponto de declarar que a presença do ex-presidente Luiz Inácio da Silva não deve alterar o quadro eleitoral.

Muito otimismo

Eduardo Rocha chegou a brincar que nem se Lula fosse o candidato venceria em Campo Grande.

Sem ciúmes

O deputado Márcio Fernandes (PTdoB) disse que não fica preocupado com a dita preferência de André Puccinelli por Edson Giroto na corrida pela prefeitura de Campo Grande. O deputado explica que Giroto vai ser o preferido na esfera municipal e ele na estadual. “Dividimos esta marca”.

Outra história

Quando o cantor Michel Teló anunciou sua saída do Tradição rumo à carreira solo, no dia 11 de fevereiro de 2009, o que mais afirmou nas entrevistas é que estava tudo bem entre ele e os ex-colegas. Uma ação na Justiça que tramita até hoje mostra um cenário diferente. No processo, movido por Teló quatro meses depois do afastamento efetivo do Tradição, ocorrido em agosto de 2009, ele afirma que deixou a sociedade, no dia 2 de fevereiro, em razão das "dicotomias", ou seja, divisões, entre os objetivos e comportamentos dos sócios.

As razões

O processo foi aberto em dezembro de 2009. Na ação de dissolução e liquidação de sociedade, Michel diz que, passado esse tempo, não havia recebido os "haveres" a que tinha direito nem a prestação de contas. Pede, então, para ser alterada sua condição de sócio-administrador do Tradição para sócio-cotista, até o encerramento do processo.

Precaução

Michel explicou seu pedido, acatado pelo juiz, dizendo que tinha receio de, fora do grupo, ser responsabilizado por ações sobre as quais não tinha mais controle. Ao processo foi dado o valor de R$ 45 mil e em uma das últimas movimentações, revela dificuldades dos oficiais de justiça para oficiar todas as partes. Ao todo, o Tradição era formado por 8 sócios, entre músicos e empresários.

Falta de tempo

O governador André Puccinelli (PMDB) confidenciou que a campanha tem provocado dor de cabeça em alguns candidatos. Para exemplificar, afirmou que um dos concorrentes de seu grupo faltou a uma reunião recente por medo de levar um cartão vermelho da esposa, chamada por Raquel.

Antenado

Comprovando que é telespectador, o governador André Puccinelli aproveitou a oportunidade para alfinetar o rival. Ao comentar a aproximação de Delcídio e Zeca do PT, Puccinelli lembrou que a troca de “carícias” provocou até expulsão no BBB.

Nada disso

O deputado estadual Cabo Almi (PT) negou que tenha procurado Puccinelli para se filiar ao PMDB. Petista há 16 anos, o deputado garantiu que se sair do PT vai abandonar a política. Questionado sobre a conversa animada com Puccinelli, que motivou a declaração do governador, Almi disse que não podia falar sobre o assunto, resumindo que é “apolítico”.

Clima de campanha não poupa nem festões
Todo lugar - O clima de campanha, neste segundo turno polarizado, não deixa escapar nem os casamentos. Durante festa no sábado no bufê Murano, na Ave...
#FicaTemer: governo vai deixar saudades, avalia Marun
#FicaTemer – A hastag bombou nas redes sociais impulsionada por eleitores que fazem oposição ao candidato à Presidência Jair Bolsonaro, e o ministro ...
O ato falho de Odilon ao anunciar apoio
Tropeço – No ato em que recebeu apoio do MDB na disputa pelo governo estadual, Odilon de Oliveira (PDT) também aproveitou para declarar seu apoio a J...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions