A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 25 de Setembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


09/09/2017 07:00

MS é o 7º em gasto per capita com servidor

Marta Ferreira

Funcionalismo - O governo de Mato Grosso do Sul está em sétimo lugar no ranking estadual de gasto per capita por servidor. Segundo dados do Tesouro Nacional, a média de despesa individual fechou 2016, dado mais atual, em R$ 2136.

Comparação – O valor médio gasto por servidor no Estado é 40% abaixo da maior despesa, que é do Distrito Federal, onde a despesa per capita é de R$ 3,4 mil. Na comparação com o Estado que menos gasta com servidor, o Maranhão, o montante de MS é mais que o dobro. No estado nordestino, a média não chega a R$ 900.

Acima do teto – Ainda segundo os dados do Tesouro Nacional, Mato Grosso do Sul, no fechamento do ano passado, estava entre os nove estados com gasto superior ao limite estabelecido pela LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal). O percentual apurado foi de 65,49%. A lei estabelece 60% como teto.

Justificativa – Adaptar-se aos limites da lei foi uma das justificativas usadas pelo governo do Estado para congelar o salário dos servidores neste ano. A folha, atualmente, passa dos R$ 400 milhões.

Torcida - O deputado Carlos Marun (PMDB), aliado de Temer, espera que não haja mais uma denúncia contra o presidente no âmbito da Lava Jato. Na avaliação do peemedebista, algo do tipo atrasaria discussões importante no Congresso, entre elas a reforma da previdência, que ele presidiu comissão em Brasília

Só pra constar - A CPI da Assembleia Legislativa já marcou visita para a unidade da JBS em Naviraí na próxima semana, mas os deputados não acreditam que vai haver inspeção. É que tem sido praxe da empresa, um dia antes das visitas, reconhecer que não foram feitos os investimentos necessários.

Cinco vezes - Faltam apenas três unidades para encerrar a fase de visitas, que curiosamente só ficaram no papel, pois nenhuma inspeção foi feita, já que sempre teve confissão da empresa. Das 8 unidades, faltam Naviraí, Coxim e Nova Andradina. Depois de finalizar os termos de acordo, começaram os depoimentos.

Uma vez – As quatro horas de gravação de conversa entre Joesley Batista e Ricardo Saud, executivos da J&F, dona da JBS, não têm revelações novas envolvendo personagens de Mato Grosso do Sul. O nome do Estado é citado duas vezes, uma vez em contexto ininteligível, envolvendo a localização de uma fazenda, e na outra quando Joesley cita que não poderia fazer as afirmações que fez de ‘qualquer jeito’.

Em andamento - Das obras que receberam recursos do governo, parte está em andamento e outra em licitação, disse o chefe do Executivo municipal. Ele se refere aos R$ 15 milhões, que é uma parcela de R$ 60 milhões prometidos pelo Estado, repassados oficialmente no começo da semana.

Andamento - Das obras em Campo Grande que serão destravadas graças a recursos repassados pelo Governo do Estado, uma parte ainda está em licitação, sem prazo para retomada. Ao todo, são 28 empreendimentos, com investimentos previstos superiores a R$ 180 milhões.

(Com Mayara Bueno e Leonardo Rocha)

Sete meses após viagem polêmica, Dácio de volta
De volta -Depois de ser demitido da prefeitura de Campo Grande após uma polêmica viagem para o Rio de Janeiro, durante o Carnaval, em dia de expedien...
Durante agenda na Capital, Blairo "bloqueia"' pergunta
Nada a declarar – Durante evento no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, o ministro da Agricultura e Pecuária, Blairo Maggi, recusou-se a respo...
Vice está perto do prefeito, diferente de antecessores
Outros tempos - A administração de Marquinhos Trad (PSD) está rompendo um padrão de décadas na relação entre o titular e o vice. Um exemplo disso é q...
Repercussão de ação contra quadro divide deputados
Quadro da discórdia - Quase uma semana depois, ainda rende nos bastidores da Assembleia a polêmica intervenção de deputados que foram à polícia contr...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions