ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  12    CAMPO GRANDE 20º

Jogo Aberto

"Muamba" vai ajudar o TRE/MS a economizar nas eleições

Por Ângela Kempfer | 29/06/2020 06:00
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Smartphones -  A Receita Federal doou 100 smartphones para a Justiça Eleitoral de Mato Grosso do Sul. Os aparelhos foram apreendidos após flagrante de importação ilegal. A ideia é usar os celulares durante as eleições, para realizar intimações eletrônicas de mesários, candidatos e advogados,

Economia - Nas contas do TRE/MS, a doação gera uma economia de mais de R$ 300 mil reais aos cofres públicos, não só pelo valor dos celulares, mas pela redução de gastos com a intimação física.

Exemplar - Prisão de tenente da Polícia Militar em Bataguassu surpreendeu pelo exercício da autoridade, mesmo cortando na própria carne. Flagrado em festinha pela PM, o oficial ofendeu a equipe que atendeu à ocorrência e acabou preso.

Na carne - Imediatamente, o tenente Sena Júnior foi encaminhado para o Presídio Militar de Campo Grande. “A guarnição manteve a postura, porque, afinal, ninguém está acima da lei”, afirmou a assessoria de imprensa da Policia Militar.

Máscara não dá conta - Passageiros estão indignados com a lotação de voos da Azul que decolam de Campo Grande. Embarques para Goiânia, por exemplo, vão completamente lotados, em aeronaves com 6 assentos por fileira e uma pessoa grudada na outra.

Testagem no emprego - Profissionais da saúde têm reclamado que algumas cidades de Mato Grosso do Sul têm testado pouco a covid-19 entre grandes empresas. Um dos exemplos citados é de Três Lagoas, que na semana passada detectou 15 infectados em apenas 1 empresa do município.

Remoto - A Defensoria Pública do Estado comemorou 142 mil atos realizado em 3 meses de pandemia, apesar de atendimentos suspensos desde 17 de março. Pela experiência, os canais de atendimento remoto têm funcionado, com serviços pelo telefone e WhatsApp

Coronavírus - O ex-prefeito de Brasilândia, Jorge Diogo, é mais um com teste positivo para covid-19. Ele começou a passar mal no dia 17 de junho, fez uma primeiro teste que deu negativo, mas no segundo a doença foi confirmada.

Luto - A sorte está lançada, define o secretário de Saúde, Geraldo Resende. Depois de um mês preocupante, o Estado entra na 27ª semana de pandemia com alerta vermelho. Na avaliação da SES, dias tristes vêm pela frente.

Frio - "Os próximos 15 dias serão, no meu modo de entender, os mais terríveis da doença em Mato Grosso do Sul”. Além do isolamento abaixo de 40% na maioria das cidades, o agravante está nas baixas temperaturas do inverno.