A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


19/07/2013 06:00

Nem fumaça faz assessoria funcionar

Edivaldo Bitencourt

“Delícia” – O vereador Waldecy Chocolate (PP) vai pagar uma promessa de campanha na favela Cidade de Deus. O parlamentar vai fazer jus ao nome e se fantasiar de chocolate para distribuir cestas básicas para famílias carentes. Agora, será que ele vai levar a guloseima ou deixará muita criança com água na boca.

Carro novo – O prefeito Alcides Bernal (PP) anda circulando em novo veículo nos eventos oficiais e “secretos”. Ontem, ele compareceu em Honda Civic prata na reunião com líderes indígenas na Aldeia Urbana Marçal de Souza.

Escoltado – Aliás, o prefeito conquistou os índios. Ontem, durante o evento, os indígenas “escoltaram” Bernal durante a solenidade para afasta-lo da imprensa. Ele vem evitando perguntas de jornalistas sobre as suspeitas lançadas sobre sua administração, como nomeação irregular do procurador-geral do Município e de compras sem licitação com a Salute.

Cabelos – Sem agenda pública nos últimos 15 dias, o prefeito mostrou-se mais carrancudo e com menos cabelos na agenda ontem. A observação revela que, além de tanto trabalho, as denúncias estão dando dor de cabeça ao prefeito.

Calado 2 – Bernal não é o único que vem evitando a imprensa nos últimos dias. O promotor de Defesa do Patrimônio Público, Fabrício Proença de Azambuja, também vem se esquivando de entrevistas sobre as suspeitas lançadas a respeito da nomeação do desembargador Luiz Carlos Santini para o cargo de procurador-geral do Município.

Inútil – A Prefeitura da Capital começou a realizar a manutenção da Cidade do Natal. No entanto, a miniatura de castelo montada nos altos da Avenida Afonso Pena não deverá ser reaproveitada tão cedo, já que o projeto do prefeito é construir a “nova cidade do Natal” no Horto Florestal.

Um milhão – O secretário estadual de Articulação com os Municípios, Nelson Trad Filho (PMDB), não perdeu a oportunidade de cutucar o antecessor. Ele disse que lamenta a proposta de destruir o local. E arrematou que o espaço, inaugurado em 2008, já recebeu mais de um milhão de visitantes. “Lá eram realizadas missas natalinas, brincadeiras para crianças... quem vai perder com a falta de sensibilidade do atual governo é a população”, lamentou no Facebook.

Morreu na praia – O Tribunal de Justiça negou o pedido do PTB para ampliar de 15 para 17 o número de vereadores em Corumbá. O partido seria contemplado com as duas vagas. Os dois suplentes nadaram e, por enquanto, morreram na praia.

Nem fumaça serve – Em tempos de casos de gripe suína e meningite, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) deveria dar mais publicidade às ações para alertar a população. No entanto, se depender da “equipe de comunicação” da pasta, o povo vai ficar a deriva. Não adianta telefone, e-mail ou fumaça. Não há meio de comunicação que consiga o retorno da assessoria responsável pelo setor de saúde pública na cidade.

Vergonha – O município de Ribas do Rio Pardo, localizado entre Campo Grande e São Paulo, surpreendeu meio mundo ao surgir na liderança do Estado no ranking de cidade mais violenta. Até o delegado da cidade ficou espantado, já que fez questão de frisar que o Estado tem a maior fronteira seca com o Paraguai. No entanto, a sua cidade, fica a mais de 423 quilômetros da fronteira, onde fica Coronel Sapucaia, que ficou muitos anos com o título de mais violenta de MS.

Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...
Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...


Ai Sergio mandou bem!
 
clodoaldo lemes de souza em 19/07/2013 20:32:53
Acredito que houve algum equivoco, pois disse a reporter que me ligou que Ribas é o município com maior extensão de terra seca do Estado menor um pouco que Sergipe. Não mencionei fronteira, posso auxiliá-los, pois como de hábito gravei a entrevista. O meu espanto foi com a informação de que as vítimas eram adolescentes. Dos 12 homicidios, todos esclarecidos, a vítima mais jovem tinha 25 anos. No ano de 2012 foeram 5 homicidio. Como disse a Aline, o problema é cilcico. Obrigado pela atenção.
Reginaldo Salomão
Delegado titular de Ribas do Rio Pardo
 
Reginaldo Salomão em 19/07/2013 18:54:21
Pessoal, vejam bem...

antecessor |ô|
s. m.
1. Aquele que antecede alguém (numa função, num emprego, etc.).
2. Antepassado.

sucessor |ô|
adj. s. m.
1. Que ou aquele que sucede a outrem.
2. O herdeiro.

Logo, o Bernal é o SUCESSOR do Nelsinho. E o Nelsinho é o ANTECESSOR do Bernal.
 
Sérgio Ferreira em 19/07/2013 08:27:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions