A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


02/12/2017 07:00

PMDB mostra suas cartas para 2018 hoje

Marta Ferreira

Carimbado - Se o script for seguido à risca, o prefeito de Costa Rica, Waldeli dos Santos Rosa, será anunciado nesta manhã como novo reforço do PMDB para 2018. A filiação do prefeito, que já se colocou como “plano B” na disputa ao governo do Estado, será abonada pelo ex-governador André Puccinelli.

Bonde - O ingresso de Waldeli, aliás, conta com as bênçãos de Puccinelli. O ex-governador teria, inclusive, se empenhado pessoalmente em filiar o reforço, que chegou a flertar com o PR.

Mais nomes - O ex-deputado estadual Antônio Carlos Arroyo, ex-PR, também deve reforçar a agremiação, assim como o também ex-parlamentar e coronel da PM, José Ivan de Almeida, visto nos últimos dias na sede do PMDB. O militar está sem partido.

Lotação máxima - Os peemedebistas mantêm a previsão de casa cheia nesta manhã na associação Nipo-Brasileira. Expectativas otimistas falam em até 6 mil pessoas presentes à conferência estadual.

Quem vai – A mobilização do PMDB, que sempre foi uma das maiores entre os partidos, conta com presença maciça dos delegados que votam na eleição para a cúpula estadual. Além disso, vereadores, prefeitos e dirigentes municipais dizem fazer questão de testemunhar a posse de Puccinelli.

Começo de cantiga- A pressão popular também é um dos artifícios para tentar convencer Puccinelli a admitir a possibilidade de disputar o governo de Mato Grosso do Sul no ano que vem. Ao Campo Grande News, o ex-governador já disse não ter a intenção de mergulhar na corrida sucessória, porém, deixou a possibilidade em aberto caso haja pedidos do partido.

Lados definidos - Agora presidente regional do PDT, João Leite Schimidt disse que desta vez a extrema direta terá candidato oficial para campanha presidencial, e não de forma disfarçada como das outras vezes. O dirigente, no entanto, não citou nomes. Sobre seu partido, discursa que o caminho é pela esquerda, com regaste da defesa do trabalhador.

Memórias - Schimidt contou, durante reunião da executiva que o conduziu ao cargo, que um dia foi até a casa de Ulisses Guimarães, na época presidente da Câmara dos Deputados e da Constituinte, junto com o então governador Marcelo Miranda, fazer pedidos em relação ao Estado. Ele disse que o parlamentar estava triste por perder integrantes do PMDB, como Fernando Henrique Cardoso e José Serra, que estariam formando um novo partido, o PSDB.

Impactado - "Ele me disse que alguns integrantes eram a alma do PMDB, foi quando respondi que a alma do partido são os militantes e não as grandes lideranças", relembrou.

Campanha nacional- Dagoberto Nogueira (PDT) pediu aos militantes de seu partido que “confiem” na candidatura de Ciro Gomes à presidência da República, pois segundo ele, Ciro deve representar a esquerda na disputa. "O Lula deve ser condenado e se tornar ficha suja no ano que vem, e quem deve assumir o papel da esquerda será o Ciro, até o PT já sabe que terá que apresentar outra opção".

Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...
O entrave no cadastro de pedófilos
Entrave burocrático – Autor do projeto de lei que criou o cadastro de pedófilos em Mato Grosso do Sul, o ex-deputado estadual Carlos Alberto David, d...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions