A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


13/01/2015 06:00

PMDB vira motivo de união e discórdia no ninho petista

Edivaldo Bitencourt

Finalmente – Após não prestigiar a entrevista coletiva de confirmação do nome nem da posse, Maria do Carmo Avezani vem a Mato Grosso do Sul nesta terça-feira. Ela vem tomar posse do cargo após 13 dias de férias.

Novo comando – Outro que assume hoje é o novo comandante geral da Polícia Militar. Coronel Deusdete Souza Oliveira assume o comando da PM após ficar por anos na chefia da Agência Estadual de Gestão do Sistema Penitenciário.

Vice – Rose Modesto (PSDB) foi nomeada, de novo, para o cargo de secretária estadual dos Direitos Humanos e Assistência Social. O decreto teve que ser republicado porque no anterior não constava que ela é a atual vice-governadora do Estado.

Confirmado – O ex-chefe da Agência Municipal de Regulação dos Serviços Delegados, Rudel Trindade, vai assumir mesmo a presidência da MSGás. Na cota do Democratas, ele teve o nome confirmado pelo secretário estadual da Casa Civil, Sérgio de Paula.

Nome - O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) deve anunciar nesta semana o nome do secretário estadual de Produção e Agricultura Familiar. No entanto, ele faz mistério sobre o titular da pasta, que já teve dois convites recusados.

Não – O primeiro a descartar o convite foi o ex-presidente da Famasul, Ademar da Silva Júnior. O segundo convite foi rejeitado pelo deputado estadual Márcio Fernandes (PTdoB). O órgão abriga duas agências: Iagro e Agraer.

Na geladeira – O ex-prefeito de Paranhos, Dirceu Betoni, anunciou para todo mundo na pequena cidade que iria para a Fundesporte. No entanto, até ontem, ele não tinha sido nomeado para o cargo e continuava na fila das nomeações pendentes, como Sanesul, MSGás, Agehab e Agesul.

Sem interferência – Sérgio de Paula garante que o Governo não vai interferir na escolha do novo presidente da Assembleia Legislativa. O objetivo é contar com uma chapa de consenso para escolher o sucessor de Jerson Domingos (PMDB).

Discórdia – O deputado federal Zeca do PT já decidiu que não vota, de jeito nenhum, no deputado federal Antonio Carlos Biffi para a presidência do diretório regional do partido. Ele busca um nome para enfrentá-lo na eleição interna da sigla.

PMDB – O argumento de Zeca é a suposta proximidade de Biffi com o PMDB. No entanto, os dois partidos são aliados em nível nacional e cogitam fazer uma dobradinha na disputa da Assembleia, com Mochi presidente e Pedro Kemp, primeiro-secretário.

(colaborou Michel Faustino)

Dagoberto mente, diz liderança do PDT
É fake – As última declarações do deputado federal e presidente do PDT em Mato Grosso do Sul, Dagoberto Nogueira, sobre os pedidos de expulsão do jui...
Adeus a "Playboy" tem foto de bebida na mesa de bar
Despedida – Tem gosto amargo e dolorido, principalmente para as pessoas próximas, a última foto postada nas redes sociais por Marcel Colombo, conheci...
Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions