A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


23/05/2011 06:00

Em falta

Jogo Aberto

Prestes a vir para Campo Grande, a dupla de Vôlei de Praia, as cariocas Maria Clara e Carolina, vencedoras da primeira etapa, em Santos, dizem que o medo no circuito nacional é a dengue na capital do Mato Grosso do Sul.

Na preparação para a próxima fase, que será em MS, elas disseram que na bagagem, além do protetor solar, a dupla vai colocar repelente de insetos para "evitar um problema inesperado durante a boa fase".

Depois de lerem que Campo Grande já havia sofrido por diversos anos epidemias de dengue, as duas disseram que acharam que o torneio corria o risco de ser cancelado, principalmente porque os jogos serão no Parque das Nações Indígenas, a maior área verdes da cidade.

O ex-prefeito de Corumbá, Ricardo Candia, parece que foi para a prisão em Campinas já sabendo que muito cedo não voltaria para casa. Membro da prefeitura, no momento em que foi preso acusado de participação em fraudes, colocou um livro debaixo do braço, para garantir a leitura na cadeia.

Confiante, ele espera não receber a família enquanto estiver atras da grades. É que as visitas só serão liberadas para os parentes na quinta, mas a prisão vence na quarta.

Vencedores em algumas das categorias de mais um prêmio entregue na sexta pela TV Morena, para as melhores peças publicitárias do ano, levaram o troféu, mas não os entusiasmo na hora dos aplausos.

Propagandas originais, que conseguem inovar até na hora de fazer um material de baixo orçamento perderam o título para peças óbvias. Quem não se convence dos critérios do júri, diz que não tem ânimo nem para reclamar mais.

Representantes dos produtores de cana e do governo do Mato Grosso do Sul procuraram empresas de Sertãozinho (SP) para saber como funciona o polo sucroenergético da região.

A cidade é destaque nacional em desenvolvimento e geração de empregos porque tem atraído empresas de máquinas e equipamentos relacionados ao mercado aberto com as usinas de cana-de-açúcar.

Ao mesmo tempo em que o setor comemora o sucesso pontual, a Unica (União da Indústria de Cana-de-açúcar) lamenta estar bem abaico da meta que era abastecer com etanol 66% da frota de bicombustíveis no País, mas a falta de matéria prima é um entrave com déficit de 143 milhões de toneladas de cana para conseguir atingir o objetivo este ano.

MS puxa fila da reforma da previdência
À frente – Mato Grosso do Sul está entre os estados que, diante do impasse da reforma da previdência do Governo Federal, está se antecipando. O Distr...
Ânimo com Odilon diminui no PDT
Freio na empolgação – Anunciando como a esperança do PDT para tentar chegar ao comando do Parque dos Poderes, o juiz Odilon de Oliveira já não é tão ...
Futuro de Marun define também o de Fabio Trad
À espera – Uma eventual ida do deputado federal Carlos Marun mexe diretamente com a vida do advogado Fabio Trad, que ficou de fora da Câmara Federal ...
Após semana ‘federal’, vida que segue
Vida que segue – Em liberdade desde quarta-feira (15), após passar um dia e meio na cadeia, o advogado e professor da UFMS, André Puccinelli Júnior, ...


E os agentes de saúde que fizeram greve pedindo a triplicação dos salários, de R$700,00 para R$2.100,00?? Estão trabalhando tanto na prevenção, há tantos anos que Campo Grande nunca sai do ranking de epidemia da doença...
Vamos lá agentes, trabalhem e mostrem resultados antes de querer absurdamente um ajuste salarial para o mau executado serviço que prestam à sociedade a qual paga seus salários!!!
 
Wellington Sampaio em 23/05/2011 08:57:31
A Dengue não esta no Parque das Nações, mas se voces quiserem saber onde ela está, eu digo: lá perto da minha casa onde tem uns "trocentos terrenos baldios e cheios de lixo"...aonde esta a fiscalização... o pessoal compra terrenos para investir e não cuida como deveria.....
 
agricio araujo em 23/05/2011 04:40:11
O maior problema que enfrentamos aqui em Maracaju e região são contra as empresas terceirizadas que prestam serviços ás Usinas. A marioria delas não paga os comerciantes locais, os proprietários de imóveis. Abrem novas empresas em nome de laranjas, sonegam impostos e não paga as contas. DEveria ser responsabilizado as Usinas junto , pelos debitos, como acontece na área tranalhista. Ai iria diminuir os calotes.
 
nelson dias neto em 23/05/2011 04:03:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions