A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Julho de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


01/07/2019 06:00

Prisão de pecuarista tem clima tenso e ameaça

Marta Ferreira e Fernanda Palheta
Piloto que mentiu sobre sequestro, segundo a polícia, é levado preso. (Foto: Polícia Civil/Divulgação)Piloto que mentiu sobre sequestro, segundo a polícia, é levado preso. (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Clima tenso – A prisão do pecuarista Nelson Vicente Palchetti, 67 anos, em Paranaíba rendeu diálogos dignos de filme de ação, na quinta-feira (27). Ao saber que iria para a cadeia por porte e posse ilegal de arma e por venda ilegal de combustível de aviação, Palchetti chegou a ameaçar uma pessoa identificada apenas como Samuel. “Se eu ficar preso, eu vou matar esse cara”, disse, segundo consta do auto de prisão.

Ajuda aí – Não só Nelson perdeu as estribeiras, conforme o documento. O advogado dele, Ailton Luciano, tentou de várias formas que a ameaça não fosse oficializada. No texto do auto de prisão, o relato é de que ele por várias vezes pediu à equipe responsável para não escrever isso, para não prejudicar ainda mais seu cliente.

Alto lá - O incômodo com as atitudes do advogado, ainda de acordo com o auto de prisão, forçou atitude mais enérgica da equipe policial. No comando da operação, a delegada Ana Cláudia Medina deu uma “enquadrada” em Ailton Luciano, alertando que o defensor poderia acompanhar a movimentação, mas não interferir no andamento.

História enrolada – Nelson Vicente foi detido na mesma operação em que o piloto Edmur Guimara foi preso, junto com o vigia Idevan Silva de Oliveira, por forjar sequestro e roubo de avião, que por sinal pertence ao empresário Samuel Garcia Alonzo, de 47 anos. O pecuarista, que já foi flagrado junto com Edmur em ação contra o tráfico, era alvo de busca e apreensão, mas acabou preso por estar com armas e munições ilegais e por admitir a venda de combustível para aviação sem autorização.

No prazo – Em que pesem temores da administração estadual de que, com a crise econômica, o salário do funcionalismo poderia atrasar a partir deste mês, o secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, afirma que os vencimentos serão depositados até o quinto dia útil. A data exata, porém, ainda depende de programação da Secretaria de Fazenda.

Espero o melhor - A justificativa do prefeito Marquinhos Trad (PSD) para a previsão de crescimento de 5% no orçamento de Campo Grande é “otimismo”. Nesta semana, a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) foi aprovada na Câmara Municipal. “É uma diretriz, não é uma lei de definição obrigatória. E essa previsão de crescimento é porque nós somos otimistas. Embora todo mundo fale em crise a gente fala em crescimento”, discursa Marquinhos.

Comparação – Em sua agenda no fim de semana, o sorteio de habitações populares, o prefeito usou uma comparação “doméstica” para falar das medidas em adoção na área da saúde para melhorar o atendimento médico. Disse que está se esforçando como deveriam os maridos que estão sem emprego, para ter a aprovação das esposas.

Sem apadrinhamento – O prefeito, no mesmo evento, defendeu ainda que na definição de quem será beneficiado com imóveis pela Prefeitura, ainda este ano, será realmente quem precisa. “Não vai ter amigo, do amigo, do amigo.

Elas - O sorteio dos imóveis pelo governo do Estado, no sábado, produziu uma imagem que traduz os números indicando as mulheres como responsáveis pela chefia dos lares. A quadra da escola Joaquim Murtinho ficou repleta de rostos femininos.

Gatos arteiros– Os felinos deram trabalho para o Corpo de Bombeiros nesse fim de semana, em Campo Grande. Um ficou preso na correia de uma máquina de lavar. O outro no telhado entre uma casa e outra e os militares tiveram que salvar os bichanos, repetindo os episódios tão comuns em cenas de filmes.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions