A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


31/12/2015 06:00

Promotor quer processar ex-assessor de político por calúnia e difamação

Waldemar Gonçalves

Promotor processando – Depois de ser anunciada sua permanência, ainda que temporária, na chefia do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), o promotor Marcos Alex Vera quer ir à Justiça contra um ex-assessor do vice-prefeito afastado do cargo de prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP). Em documento levado à supervisão das promotorias criminais da Capital, acusa-o de calúnia e difamação.

Além da conta – Também no documento, Marcos Alex mostra postagens “que superam a mera expressão da opinião”, conforme o texto do promotor, feitas pelo jornalista Eliezer David no Facebook. Ainda segundo o chefe do Gaeco, os ataques contra ele começaram após a apresentação do relatório da Operação Coffee Break, em meados deste mês.

Postagens – Em síntese, as postagens do ex-assessor sugerem que o promotor é suspeito de ter usado indevidamente diárias pagas pelo MPE (Ministério Público Estadual) e possuir bens incompatíveis com seus rendimentos, estando até passível a perder o cargo. Marcos Alex, em sua denúncia, nega e contesta as acusações.

No Face – Foi no Facebook que Eliezer, inicialmente, comentou informações de que pode ser processado pelo promotor. Em texto onde inclui a redundante e, portanto, incorreta expressão “elo de ligação”, classifica como “muito estranho o vazamento dessa informação”.

Hostis – Diante de uma demanda excessiva de clientes e, em tese, às vésperas de perder seus empregos, funcionários do Maxxi e Walmart hostilizaram a reportagem do Campo Grande News na manhã de quarta-feira (30). Alegaram que as filas na porta dos mercados formaram-se devido à divulgação, no jornal, de promoções especiais por conta do fechamento das lojas.

Cobertura – Vale lembrar que as informações sobre a liquidação foram repassadas pela própria empresa, conforme tentou esclarecer a reportagem aos funcionários. Além disso, a cobertura jornalística sobre o fechamento das lojas noticiou, com amplo destaque, desde o anúncio do fechamento e da promoção especial, à grande procura na tarde de terça e manhã de quarta, ressaltando neste período um antecipado cerrar de portas e até auxílio policial diante da possibilidade de saques.

Desemprego – Números do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que em 2015 aumentou o desemprego no Brasil. A média dos três primeiros trimestres deste ano ficou em 8,4%, superando os mesmos períodos de 2014 (6,9%), 2013 (7,4%) e 2012 (7,5%).

Disparada – O dólar, por sua vez, viveu uma disparada de 137% nos últimos cinco anos. Em 30 de dezembro de 2010, a moeda valia R$ 1,666. Fechou a última sessão de 2015 valendo R$ 3,948, conforme noticiava o portal Uol no fim da tarde de quarta-feira.

Promessas – Dois tucanos aparecem com maiores índices de promessas cumpridas em pesquisa, com um petista na outra ponta da tabela. Detalhe: Reinaldo Azambuja esbanja o melhor percentual, de 30,4%, com Geraldo Alckmin em segundo, chegando a 27,9%. O pior é o piauiense Wellington Dias: 4%.

Lixo – O município de Aquidauana, portal do Pantanal e onde vivem 47 mil pessoas, está sem coleta regular de lixo há dois meses. Segundo consta, a empresa responsável pelo serviço tirou os dois caminhões coletores após meses sem receber. Caminhões basculantes estariam compensando o problema.

(Colaboraram Mariana Rodrigues, Michel Faustino e Flávio Paes)

Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...
Clima de campanha não poupa nem festões
Todo lugar - O clima de campanha, neste segundo turno polarizado, não deixa escapar nem os casamentos. Durante festa no sábado no bufê Murano, na Ave...


O governador Geraldo Alckmin é exemplo de político e gestor público. Administra com responsabilidade, competência e transparência. Em campanha não promete o impossível, nem esconde a realidade, como fez Dilma e o PT ao mentir sobre a situação econômica do país. Este é o jeito tucano de governar.
 
WelbiMaia em 03/01/2016 13:28:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions