A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


05/12/2017 06:00

Reinaldo dá "conselho" ao Congresso

Marta Ferreira

Sigam o exemplo– O governador Reinaldo Azambuja, em agenda pública ontem, recomendou ao Congresso Nacional que tenha "juízo" e aprove as reformas importantes as finanças do País. Entre elas, citou a reforma da previdência, já feita em âmbito estadual.

Tem que fazer - Como tem dito nos últimos tempos, Reinaldo defendeu a adoção de medidas mesmo que impopulares, para a situação não piorar. "Precisam tomar estas decisões essenciais, que são questões políticas, mas devem ser encaradas de acordo com o aspecto técnico e econômico".

Ufa - Azambuja (PSDB) disse a representantes do setor comercial, que na sua concepção, apesar de todas as turbulências e queda de vendas durante a crise econômica, acredita que o "pior já passou". Para ele, a tendência é uma melhora na economia para os próximos anos.

Desde sempre – Reinaldo comentou que seu governo ainda não pegou tempos tranquilos. Lembrou que desde que assumiu o governo em janeiro de 2015, já teve que enfrentar cenário de recessão.

Trabalho conjunto – No mesmo local, o deputado Junior Mochi (PMDB), presidente da Assembleia Legislativa, fez questão de citar a convalidação dos incentivos fiscais até 2033, como uma ação importante na economia do Estado. Também ponderou que o fundo estadual, no qual as empresas terão que depositar um percentual dos incentivos, foi muito bem planejado pela gestão atual.

Obrigado - Ao anunciar o cronograma de pagamento do 13° salário, o governador agradeceu aos deputados por terem votado e aprovado projetos importante do governo estadual, como o ajuste fiscal em 2015. "Muitos estados ainda não começam a discutir o tema, estão esperando o tempo passar, mas nós agimos na hora certa", afirmou.

Ideia revisitada – Não é a primeira vez que o projeto surge, mas agora a prefeitura diz que vai sair do papel a ideia de que a Cidade do Natal tenha atrações o ano todo.

"Velha 14" - A Prefeitura planeja novas decorações para o espaço. Uma das ideias é retratar ali, por exemplo, a 14 de Julho como era antigamente, nos tempos em que era a principal rua do comércio local.

Culpa dividida – Em agenda recente, o prefeito citou seu antecessor Alcides Bernal dizendo que não o culpa pela herança de problemas que recebeu. E sim todos aqueles que contribuíram para que houvesse 5 prefeitos na Capital em 4 anos”.

Reflexos – Marquinhos citou ainda o afastamento de “boa parte da Câmara Municipal denunciada pelo Ministério Público e os gestores que foram afastados e com tornozeleiras, caso de Gilmar Olarte. “Esse contratempo trouxe consequências e nós estamos sendo o escudo delas", definiu.

Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions