A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


12/03/2015 06:00

Reinaldo define símbolo para acabar com troca troca no Governo

Edivaldo Bitencourt

Estadista – O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) vai apresentar, em breve, o novo símbolo da administração estadual. O objetivo é colocar o brasão de Mato Grosso do Sul e as cores da bandeira. Ele quer acabar com a personificação da administração pública e criar um símbolo para todos os Governos.

Troca de cores – O tucano pode por fim às trocas de cores e slogans a cada gestão. Com a nova medida, os órgãos públicos serão pintados nas cores da bandeira de Mato Grosso do Sul e não precisarão de nova pintura a cada novo Governo.

Afastado – O deputado federal Geraldo Resende teve o afastamento da função de especilista em saúde autorizado pelo Governo do Estado. Ele se afasta para cumprir o mandato como deputado federal. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado de ontem.

Petrobras – Empresários e autoridades de Três Lagoas estão na expectativa de uma reunião com a estatal para definir o futuro da fábrica de fertilizantes. Segundo o deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB), até a sua esposa, a senadora Simone Tebet (PMDB), fez um pedido para discutir a crise no empreendimento.

Atropelo – Os deputados estaduais do PT, Amarildo Cruz e Pedro Kemp, não gostaram da interferência da Justiça nos trabalhos do legislativo estadual. Ontem, o Tribunal de Justiça concedeu liminar para suspender a votação do projeto de lei que muda a nomenclatura dos agentes tributários estaduais.

Só depois – Kemp e Amarildo, que é agente tributário, defendem a discussão na Justiça só após a lei ser aprovada pela Assembleia Legislativa e ser sancionada. Neste caso, o Sindicato dos Fiscais de Renda deveria entrar com uma ação direta de inconstitucionalidade.

A favor – O deputado estadual Marquinhos Trad (PMDB) defendeu a decisão da Justiça sobre o projeto dos agentes tributários. Ele avaliou que é melhorar esperar a decisão do Supremo Tribunal Federal antes de votar a nova lei.

Neto – O líder do prefeito na Câmara Municipal, Edil Albuquerque (PMDB), apóia a manifestação contra a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), no domingo. No entanto, o peemedebista não vai reforçar o ato porque tem uma festa de aniversário do neto.

Convocação – Lideranças do PT estão divididas sobre a manifestação de amanhã. Na dúvida, Fetems e CUT reforçam a campanha pelo ato contra as medidas do ajuste fiscal, mas a favor da democracia. Outra bandeira é que o ato é contra o impeachment de Dilma.

Adesão – Em Campo Grande, um dos grupos a favor do impeachment tem 6,6 mil convites no Facebook. No entanto, mil pessoas confirmaram presença no evento domingo, a partir das 16h, na Praça do Rádio.

(colaboraram Liana Feitosa, Leonardo Rocha e Kleber Clajus)

Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...
O entrave no cadastro de pedófilos
Entrave burocrático – Autor do projeto de lei que criou o cadastro de pedófilos em Mato Grosso do Sul, o ex-deputado estadual Carlos Alberto David, d...
Assembleia agora tem 8 "independentes"
Mais uma – Depois de votar com o governo por três anos e meio, a deputada estadual Grazielle Machado(PSD) anunciou que agora será “independente”, ass...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions