A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Agosto de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


11/02/2017 07:00

Reinaldo faz os últimos ajustes da reforma administrativa

Waldemar Gonçalves

Terminar a reforma – A cúpula do governo de Mato Grosso do Sul passará este fim de semana reunida com o chefe, Reinaldo Azambuja (PSDB), concluindo os últimos detalhes da reforma administrativa. A expectativa é fechar o texto até amanhã.

Turismo – Uma das decisões acertadas é a incorporação da Fundação de Turismo pela Secretaria de Meio Ambiente. O diretor-presidente da Fundtur, Nelson Cintra, inclusive foi avisado ontem pelo governador da mudança. Deve ser realocado na Casa Civil.

Sem acordo – Cintra, inclusive, participou esta semana de audiência de conciliação de processo movido contra ele pela jornalista Nilmara Caramalac, que o acusa de assédio sexual. Ela pediu R$ 500 mil para desistir da ação. Não houve acordo. Investigação paralela feita pelo próprio governo inocenta o chefe da Fundação de Turismo no caso.

Drama e simpatia – Em meio a um drama que envolve uma ‘brincadeira’ envolvendo o filho, de 17 anos, violentado com uma mangueira de alta pressão de ar em um lava jato, os pais do garoto são um caso à parte pela simpatia.

Venham para o jantar – Além de não se privarem dar entrevistas, sempre fazem questão, a cada encontro com jornalistas ou a polícia, de convidar a todos para um jantar na casa deles para comemorar a saída do garoto do hospital. O menino, no entanto, segue internado, sem previsão de alta.

Bastidor – “Inshallah" foi o termo que o governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), usou durante discurso na Defensoria Pública, ontem à tarde, ao se referir à crise que Mato Grosso do Sul e o Brasil está passando. Uma expressão árabe para "se Deus quiser" superaremos esta fase.

Astro popular – O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), não teve moleza enquanto caminhava em um supermercado que tinha sido reinaugurado ontem de manhã. A todo o momento, era parado por pessoas querendo tirar fotos com ele, parabenizá-lo pelo trabalho e fazer solicitações de melhorias na cidade. Só faltavam pedir autógrafo.

Exceção – A única voz dissonante, foi a de um cidadão que, ao ver Marquinhos, exclamou: “Vamos tapar os buracos, prefeito!” Assim que ouviu, ele deu meia volta e foi conversar com o autor do protesto, que alegou ter um pneu danificado por um buraco ao ir para o mercado.

Melhorias – “Moro no Pioneiros, e a Rua Ana Luiza de Souza está cheia de buracos”, disse o homem. Marquinhos então retrucou que, na via em questão, foram realizados reparos recentemente e desafiou o cidadão a ir com ele, naquele momento, até a rua e ver como ela estava. O protestante declinou do convite.

Cansado – Administrar o maior hospital de Mato Grosso do Sul não é tarefa fácil. Pouco antes de dar entrevista ontem, o presidente da Santa Casa, Esacheu Nascimento, declarou que espera um dia reunir os veículos de comunicação para dar notícias boas da unidade. Se disse cansado de falar apenas dos problemas.

(com Alberto Dias, Leonardo Rocha, Richelieu de Carlo e Yarima Mecchi)

Rotatória da Coca-Cola e a falta de educação
Boca-suja– O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Janine de Lima Bruno, contou nesta semana que mudanças na confluência ent...
MDB teve divisões sobre Mochi candidato
Opinião – O deputado Eduardo Rocha (MDB) admite que a escolha de Junior Mochi para candidato na legenda não teve consenso desde o início, após a desi...
Senador critica "descaso" com Paraguai
Vizinho desprestigiado – O ministro Carlos Marun, da Secretaria de Governo, e o senador Pedro Chaves (PRB/MS) foram os dois únicos representantes de ...
Campanha tucana atrai 75% dos prefeitos
Apoio – Enquanto o MDB, antigo aliado histórico do PSDB, patinou para fechar sua candidatura do governo do Estado, os tucanos contabilizam adesões. N...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions