A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Julho de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


24/06/2019 06:00

Réus querem desconto em perícia e juiz pergunta se dá

Anahi Zurutuza

 

 

Tem desconto? – Como vereadores e ex-parlamentares réus na ação derivada da Coffee Break estão resistentes a meter a mão no bolso para pagar a perícia em suas contas, juiz David de Oliveira Gomes Filho, 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande, quer saber se o escritório de contabilidade nomeado para o serviço pode dar um desconto no orçamento.

Contestação – Em maio, seis réus contestaram o valor cobrado pela Assis Duarte Consultores e Peritos Associados para vasculhar as finanças dos acusados. O escritório quer R$ 93,5 mil e o valor será rateado entre quem tiver as contas verificadas. Num despacho do dia 13 de junho, o magistrado mantém a nomeação da empresa, mas pergunta se há a possibilidade da mesma rever o orçamento, uma vez que o serviço custará cerca de R$ 15 mil para cada um dos réus.

Não importa quem – Desde que vazaram as conversas entre o ex-juiz federal Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, o deputado federal Fábio Trad (PSD) vem dando cutucadas no Twitter. No dia 19, ele disse que não importa quem foi condenado, mas como o foi. “O devido processo legal transcende partidos e ideologias”, argumentou o parlamentar, que também é advogado.

Injustiça – Sem citar Moro, tão pouco o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Trad afirma que injustiças não podem ser varridas para debaixo do tapete. “Se o país acobertar a parcialidade de hoje porque o condenado é de esquerda, abre o precedente para amanhã o injustiçado ser de direita. Simples assim”.

E tem mais – Neste domingo, o deputado completou o raciocínio e desta vez, se referiu mais claramente ao caso “Moro X Lula”, falando ironicamente de criar projeto de lei que permita o juiz favorecer uma das partes no litígio. “Esta é a justiça que deseja para seus filhos?”.

Voz e violão - Falando em deputado, no domingo de folga, a deputada Rose Modesto (PSDB) soltou a voz em festa de aniversário promovida pelo ex-secretário de Saúde, Carlos Alberto Coimbra. No “pocket show”, como ele mesmo publicou no Instagram, a parlamentar cantou e tocou no violão músicas sertanejas e da MPB.

Transferência autorizada – Com a transferência para o cumprimento da pena em unidade do regime semiaberto do interior de São Paulo autorizada, Flávio Henrique Garcia Scrocchio, cunhado do ex-deputado federal Edson Giroto e alvo da Lama Asfáltica, ainda depende de resposta da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo para que possa partir de Mato Grosso do Sul.

Aftosa free - Até setembro, o Paraná deve ficar livre da obrigação de vacinar o gado contra aftosa. Depois de Santa Catarina, é o segundo estado no Brasil a receber a certificação como área livre de contaminação sem vacinação. Os paranaenses são os únicos no grupo formado também por Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul.

Acidente - Um dos três filhos dos apresentadores Angélica e Luciano Huck se acidentou com um wakeboard (prancha puxada por lancha) em Ilha Grande (RJ), na tarde de sábado (23). Benício, de 11 anos, foi levado para o Hospital Copa Star, em Copacabana, em estado grave segundo o jornal O Globo e passou por cirurgia.

Susto de novo – O apresentador disse depois em rede social que o filho passa bem. Mas o susto fez lembrar o acidente que toda a família sofreu, em um pouso forçado de avião, em Campo Grande, em 2015. Pelo menos a imprensa nacional lembrou.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions