A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


23/02/2017 06:00

Se a prefeitura fosse uma empresa, já estaria falida

Waldemar Gonçalves

Crítico – A situação financeira da Prefeitura de Campo Grande está tão crítica que, mesmo com a necessidade de corte de gastos, se fosse aberto um programa de demissão voluntária de servidores não seria possível cobrir as despesas. “Para isso é preciso dinheiro, e esse dinheiro não existe”, afirma o secretário municipal de Finanças, Pedro Pedrossian Neto.

Precipício – Esse é apenas um exemplo. Mas, se ficarmos se nos restringirmos à análise de Pedrossian Neto para demonstrar o momento das finanças, eis uma real noção da situação: “Se a Prefeitura fosse uma empresa, já estaria quebrada. Estamos acima do limite prudencial para gastos com pessoal. Estamos na beira do precipício e cambaleando”.

Reajuste – Com isso em vista e necessidade prioritária em cortar despesas, falar em reajuste de salário é mexer em um vespeiro, que o vereador Hederson Fritz (PSD) resolveu tocar, ao levantar a questão do salário dos professores. “Vamos fazer o máximo possível para dar o reajuste, mas se eu cumprir o piso dos professores hoje, imediatamente, eu quebro a cidade”, afirmou o secretário de Finanças, em resposta.

Desabafo – Por fim, fica um desabafo de Pedro Pedrossian Neto. “Gostaríamos que a realidade fosse outra, gostaria de não ter que pagar R$ 183 milhões do antecessor. O destino nos levou a essa situação, temos que encontrar uma solução e essa solução é conjunta entre Executivo e Legislativo”.

Pouco colunável – Acostumado aos holofotes da high society, o colunista Dácio Corrêa pagou um mico enquanto servidor municipal. Nomeado oficialmente na segunda-feira (20), pediu exoneração do cargo na quarta (22). Em tese, permaneceu pouco mais de 48 horas no cargo, embora a nomeação fosse retroativa a 1º de janeiro.

Mudei de ideia – Na verdade, foram duas cartas. Uma pela manhã, justificando sua viagem ao Rio de Janeiro e mostrando conquistas e o muito a ser feito no Centro Multiuso "O Picolé", até então, sob sua direção. Poucas horas depois, veio o pedido de desligamento e desculpas, baseadas em "dever moral e funcional mediante a repercussão da viagem".

"O cara é bão" – Ao dar posse ao controlador-geral do Estado, cargo criado para fiscalizar gestão e finanças das secretarias e contas públicas, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) fez questão de ressaltar que o "o cargo é político, mas a nomeação tem base técnica". Ressaltou a experiência exitosa de Carlos Eduardo Girão de Arruda na CGU (Controladoria Geral da União).

Maus exemplos – O tucano aproveitou para dar uma bicada nas gestões anteriores, ao citar as funções da nova Controladoria, entre elas "evitar erros do passado que levaram o Estado a inúmeros problemas em diversas áreas". "Muito da crise fiscal veio de políticos muito equivocados em suas ações", completou, dessa vez referindo-se ao cenário nacional.

Controlador – Segundo Reinaldo, depois de arrumar a casa, o novo órgão chega para fiscalizar as contas. E, pelo visto, secretários terão de relatar cada centavo gasto. "Governo não pode ser só gerente de folha de pagamento", aponta o governador.

Tudo boato – O líder tucano também adiantou que está em andamento uma possível parceria público-privada para acelerar a implantação de saneamento básico nas 68 cidades atendidas pela Sanesul, descartando qualquer rumor de privatização da estatal.

(com Alberto Dias e Richelieu de Carlo)

Presa em operação adora posar com vereadora
No hospital - O empresário e ex-candidato a deputado estadual pelo PTC, Antônio João Hugo Rodrigues, deu um susto na família na noite de segunda-feir...
Picarelli queria TV, mas deve levar assessoria
Outra rota – Radialista e apresentador de TV, Maurício Picarelli (PSDB) teve o nome lembrado para a Fertel, fundação que comanda a TV Educativa e a r...
Cultura tem “concorrência” entre ex-secretário e suplente
A fila anda – Athayde Nery (PPS) havia descartado assumir a Fundação de Cultura do Estado, depois que a Secretaria de Cultura e Cidadania foi extinta...
Bloqueio de celular pirata não emplaca no presídio
Piratas 100% - Aqui em Mato Grosso do Sul, 1,9 mil celulares piratas já foram bloqueados este ano pela Anatel, mas nada dá jeito nos aparelhos que co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions