ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 21º

Jogo Aberto

Show causa discórdia entre sindicalistas

Por Edivaldo Bitencourt | 15/03/2014 07:00

Polêmica – O presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Botarelli, está obrigando os sindicatos filiados a arrumar ônibus e gente para o show de amanhã de Almir Sater. O objetivo é mostrar prestígio e lotar, sob coação, o evento de amanhã, em comemoração aos 35 anos, no Parque das Nações Indígenas, na Capital. A federeção gastou, no mínimo R$ 60 mil.

Candidato – Os sindicalistas estão revoltados com a postura do presidente da Fetems. Ele é pré-candidato do PT nas eleições deste ano. Vem pleiteando o cargo de vice na chapa de governador de Delcídio do Amaral (PT). Se não conseguir na majoritária, pode disputar uma vaga na Assembleia Legislativa.

Polêmica 2 – O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Dourados aprovou nota de repúdio contra o show, que estaria sendo realizado em parceria com o Governo do Estado. Para a entidade, o show é mais um afago no patrão que não revela a fama de guerreira da entidade, que promoveu grandes mobilizações ao longo da sua história.

Em peso – A posse dos novos secretários de Gilmar Olarte foi prestigiada pela maioria dos secretários do ex-prefeito Nelson Trad Filho. A fila era puxada pela ex-primeira-dama Maria Antonieta Amorin.

DNA – A presença de ex-secretários de Nelson Trad Filho e André Puccinelli no primeiro esclão da atual gestão não deve comprometer eventual aliança entre Gilmar Olarte e o PT. Mal tomou posse, o novo prefeito já é cortejado pelos pré-candidatos a governador, Nelsinho Trad e Delcídio do Amaral.

PT – Mal desembarcou da gestão do prefeito cassado Alcides Bernal, o PT já prepara uma conversa para acertar os pontos com o novo chefe do Executivo. Os petistas até já integram o primeiro escalão com a manutenção de Semy Ferraz na poderosíssima Secretaria de Obras.

Aliás – Semy Ferraz disse que continua no cargo com o aval de importantes lideranças do PT, incluindo-se o senador Delcídio do Amaral. No entanto, ao desembarcar no Aeroporto da Capital, dois dias após a cassação do seu aliado, o petista disse que não tinha conversado com Semy sobre a permanência no cargo.

TerçaGilmar Olarte tem pressa em começar a trabalhar e deve concluir a nomeação dos novos secretários no início da próxima semana. Ele ainda tem oito nomes para definir no primeiro escalão.

Três horas – Para manter o ritmo e dialogo com todos os partidos, o prefeito revelou que só dormiu três horas na primeira noite como prefeito. Ele encurtou a noite com o objetivo agilizar as nomeações e por a nova equipe em ação.

Coincidência – O novo ouvidor geral do município, Eduardo Haddad Filho, negou veementemente qualquer relação com a empresa Haddad Engenheiros, que tenta despejar os vereadores. O sobrenome não passa de coincidência.

(colaboraram Angela Kempfer, Zana Zaidan e Lidiane Kober)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário