A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


05/01/2018 06:00

SP deixa pedido de MS "no vácuo"

Marta Ferreira

Esperando - A Justiça de Mato Grosso do Sul tenta há sete meses transferir Rafael Martinelli Queiroz, condenado por invadir um quarto de hotel e matar um hóspede, em abril de 2015, em Campo Grande. Ofícios enviados à Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo não foram respondidos até agora.

Tempo O ofício foi enviado em junho do ano passado solicitando a vaga para Rafael em Araçatuba, no interior de São Paulo. A família do rapaz mora lá e por isso a transferência é considerada o ideal para o cumprimento da pena e, principalmente, para que ele tenha o tratamento médico adequado, já que tem problemas psiquiátricos.

Preso-problema - Rafael cumpre pena no Instituto Penal de Campo Grande. Ele foi condenado a 10 anos, recorreu, mas a sentença foi mantida. No presídio, ele já foi personagem de confusão com outro preso “famoso”, o serial killer Nando.

Comunidade – Revitalizado em grande parte graças ao trabalho da comunidade, o calçadão do bairro Estrela do Sul (como é chamada a passagem entre as ruas Simão Bocanegra e Dom Carlo) agora se chamará “Alameda Projeto Coletivo”. A designação foi sancionada pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), depois de ser aprovada pela Câmara.

Espera – Em 2009, o calçadão foi destruído durante obra do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Cansados de esperar, moradores decidiram por a mão na massa e reconstruir o espaço –com uma ajudinha do gabinete do vereador Dr. Lívio (PSDB), que propôs o novo nome. Empresas da região doaram os materiais usados na obra, que levou seis meses para ficar pronta.

Prevenção – Também virou lei em Campo Grande a Semana de Prevenção, Conscientização e Combate à Automutilação na Adolescência e Pré-Adolescência. A proposta partiu de Lucas de Lima (SD), e prevê ações de conscientização no mês de setembro. Segundo o parlamentar, práticas de autopunição têm se tornado comuns nessa faixa etária.

Fechado – Será de R$ 21,5 mil o aluguel mensal a ser pago pela Câmara de Campo Grande à Progresso Empreendimentos e Participações Ltda., para transferir a um prédio ao lado da Casa de Leis, no bairro Chácara Cachoeira, sua sede administrativa. O prédio alugado, até o ano passado, abrigava uma das agências do Banco do Brasil fechadas durante a reestruturação do banco.

No papel – Detalhes do contrato, que se tornou público no fim do ano passado, foram publicados na quarta-feira (3) pelo Diário Oficial do Município. A Câmara vai precisar arrumar um novo abrigo para sua administração por conta das reformas profundas que serão realizadas no prédio principal, estimadas em R$ 3 milhões.

Descanso - O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, encerrou ontem sua agenda de compromissos antes das férias. Ele fez o lançamento e entrega de obras e serviços em Rio Verde de Mato Grosso e agora só retorna aos compromissos públicos depois de 20 de janeiro.

Não deu - Azambuja tinha presença esperada ontem na troca de chefia do CMO  (Comando Militar do Oeste) que sempre costuma atrair os governadores. A ida foi cancelada em razão do atraso na agenda no interior.

(Com Anahi Zurutuza, Humberto Marques e Kleber Clajus)

E a Zara? Fecha ou não fecha no dia 31?
Enrosco - Depois de comunicar a todos os clientes que fecharia as portas em Campo Grande, a rede de lojas Zara anunciou que voltou atrás e vai contin...
Briga por gabinete é causa "interna corporis"
É com vocês – O desembargador Eduardo Rocha negou pedido do futuro deputado João Henrique Catan (PR) para obrigar a Mesa Diretora da Assembleia Legis...
Direita contra a direita
Última a saber - A senadora Soraya Thronicke estava tranquila na China e, só ao ser entrevistada na manhã de ontem (17), ficou sabendo o quanto era e...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions