A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


13/05/2011 06:00

Canetando

Jogo Aberto

Jornalistas poucas vezes presenciaram em Mato Grosso do Sul coletiva à imprensa tão tumultuada como a de ontem, na Justiça Federal, que foi quase que um desagravo em benefício do juiz Odilon de Oliveira. Bate-boca entre ex-agentes penitenciários e corregedora do TRF provocou alguns dos episódios mais lamentáveis do órgão.

Depois de troca de acusações, todas sem qualquer comprovação, tanto do lado do judiciário, quanto dos servidores exonerados por suposta retirada de gravações do presídio federal, a corregedora decidiu transferir a coletiva para outra sala, voltou para o local inicial e por fim fechou a porta na cara dos jornalistas, sem nem mesmo um tchau.

Se não bastasse, na saída da audiência dois dos agentes que bateram boca com a corregedora foram detidos pela Policia Federal, sob a justificativa de "prestar esclarecimentos". Os ex-servidores garantem que a intenção da abordagem era encontrar alguma arma com eles, flagrante que não ocorreu.

Por fim, à tarde, o Campo Grande News recebeu ofício do juiz Odilon de Oliveira, alvo das acusações dos ex-agentes, pedindo ao veículo para "não ceder espaço, mesmo a titulo de comentários, para manifestações ofensivas à honra deste magistrado".

A confusão só não perde para o que ocorreu em Dourados no domingo, com a morte de PM em confronto com policial federal. Mensagens anexadas ao processo indicam que o bate-papo entre guarda municipal e agente da PF era na verdade uma paquera picante, que virou história de conquistador barato e terminou em troca de tiros com a PM2, sempre afoita para investigar.

A Funsat, agência referência para cadastro de empregos em Campo Grande, ficou quatro dias fechada em duas semanas. Na passada foi de segunda a quarta, além desta sexta, pela manhã. O detalhe é que a Fundação é o local onde desempregados levam seus currículos para voltar ao mercado e têm pressa.

Por unanimidade, o TJ negou à uma empresa de ferragens e materiais de construção de Campo Grande indenização de 400 mil contra a Listel Listas Telefônicas. Apesar de por 2 anos os números de telefone da empresa estarem errados, a justificativa é de que não seria acreditável que durante tanto tempo a empresa renovasse acordo comercial sem que fosse retificado o erro. A loja ainda teve de pagar honorários advocatícios em R$ 2 mil à Listel.

O TJ também jogou um balde de água fria no MPE de Bela Vista, que havia ingressado com ação para obrigar a prefeitura a ter ações de proteção à criança. “Por mais relevantes que sejam as questões suscitadas pelo Ministério Público, o Poder Judiciário não pode determinar a realização de obras públicas, sob pena de extrapolar os limites de controle jurisdicional" concluiu o relator do processo.

O PSB começa reuniões pela região sul do Estado para discutir eleições municipais de 2012. O presidente do partido, Sérgio Assis, e outro membros da executiva iniciaram o trabalho por Ponta Porã, onde o PSB tem o secretário municipal de turismo, Marcelino Nunes. Hoje a parada é em Dourados.

Esquecidos por um bom tempo pelos motoristas de Campo Grande, os amarelinhos voltam a ser motivo de ira. Nesta semana, foram vistos multando compulsivamente carros na rua da Paz, na região do shopping, no Centro, mas nunca são vistos em pontos de congestionamento em horários de pico, reclamam os multados.

Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...



Realmente temos que dar uma opinião sobre esse episódio, presenciamos que os agentes de trânsito municipal ( amarelinhos) tem uma ganância em viabilizar multas, multas essas que em 100% são reais as penalidades de trânsito, isso tem que ser dito, mas realmente nos horários de movimento intenso precisamos desses agentes em ação, espero que esta preocupação esteja na visão dos órgãos responsáveis.
 
Carlos Magno em 13/05/2011 11:52:21
Concordo plenamente com o Marco Arthur, se cada um fizer nas vias públicas oque bem entendem, desobedecendo a sinalização, a coisa fica incontrolável, não há efetivo que consiga por ordem, aliás! Nossa cidade(porte médio) é maravilhosa! Se os condutores tiverem conciência e fizerem cada um sua parte, o futuro será melhor! Do contrário(quando tiver mais de 1 milhão habitantes), as companhas educativas e policiamento, só vão gerar punições e prejuízos pra todos ... e infelicidades...
 
Diogo Rodrigues em 13/05/2011 11:22:28
Quem estacionou em local proibido deve ser multado. Gostaria que no entanto que o pessoal do trânsito, quando interditasse uma rua, considerasse também que: ao interditar uma rua, esquina ou qualquer lugar os reflexos acontecerão em várias outras vias. Ex. Interditaram a Fernando Correia para festas, os reflexos foram sentidos até na Maracajú, Treze, e não tinha nenhum agente de trânsito cuidando dos problemas causados. Então quando interditarem alguma via, pensem nas adjacentes.
 
alcenair nobre costa em 13/05/2011 11:13:53
Esse povo da Agetran só sabe castigar a população. Não instrui, não educa, não serve para nada, apenas para esvaziar os bolsos dos desavisados. A série de absurdos de trânsito na cidade passa por radares em áreas de nenhuma necessidade, como na Ceará, debaixo do pontilhão da Afonso Pena. Na transformação de diversas ruas em mão única, mas, sem regularizar as áreas de estacionamento. Com isso, se estaciona dos 2 lados, e continua havendo uma via de uma só pista para escoamento. Tempo de semáforos completamente desconexos e não respeitando a quantidade de veículos nas vias. RESUMINDO: TUDO ERRADO. NÃO DÁ ENTENDER. O pior é não assumirem os erros e jogarem tudo, SEMPRE nas costas dos motoristas - que são culpados por tudo, menos pela PÉSSIMA GESTÃO DO TRÂNSTO NA CAPITAL.
 
Roberto Carlos em 13/05/2011 10:28:52
A atuação dos ditos "amarelinhos" ou "marronzinhos" simplesmente explicita a indústria de multas instalada em Campo Grande. Nos locais onde é preciso a atuação de agentes de trânsito (como interdições de ruas, acidentes, etc) nenhum agente de trânsito municipal faz ser visto! VERGONHA
 
Lauro Liberato Portugal em 13/05/2011 09:08:38
Quem está reclamando da multa que levou, não teria motivo algum para reclamar, caso não estacionasse o carro em local proibido.
Reclamar que os amarelinhos não ordenam o trânsito é pertinente, mas reclamar quando é multado por estar estacionado em local proibido, não tem razão alguma.
 
Marco Arthur em 13/05/2011 08:32:11
Comom é???????
Um Juiz considerado com de uma lisura danada pela corregedora, envia um ofício solicitando isso?
Poderiam vc escanearem e postarem isso . Para que nós lêssemos, e PODER OPINAR.
Principalmente opinar por uma barbárie dessas. Um Juiz querendo impedir que se comentem fatos, ocorridos e por fim cagadas em nosso sistema penitenciário.
Ôpa.. vai que o "homi" já mandou rastrear?
Faça-me o favor Doutor. Faça-me o favor. Isso é a pior idéia que poderia lhe passar pela cabeça. Sinceramente
 
Orlando Lero em 13/05/2011 06:26:43
O episódio de Dourados, apesar da infelicidade da morte do PM, que morreu no cumprimento do dever, diga-se de passagem, serviu para mostrar que a outrora poderosa e midiática polícia federal possui os mesmos problemas que as outras instituições policiais: integrantes com deformidade moral e profissional. Fingir-se de traficante para conquista amorosa é prá acabar!!!!!!!!!!!!!
 
luis antonio do nascimento em 13/05/2011 04:59:30
Eu sou condutora habilitada há mais de 15 anos e NUNCA recebi uma multa, pois sou muito consciente da responsabilidade que é dirigir um carro. Porém, diariamente vejo como os motoristas daqui são mal educados e inconsequentes. Os multados vão reclamar sempre, pois apesar de não terem sido multados injustamente, sempre se acham vítimas. Esse comportamento é o reflexo do retrato do condutor campo-grandense. Para mim, os amarelinhos tem é que continuar multando e cada vez mais, afinal, quem sabe se mexerem no bolso desses irresponsáveis eles param de fazer infrações que muitas vezes têm consequências dolorosas.
 
Alessandra Rodrigues em 13/05/2011 02:55:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions