A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


09/02/2016 07:00

Uso do Facebook nas eleições leva polícia à Polônia

Waldemar Gonçalves

Polonês I – Investigações sobre o uso do Facebook para atacar candidatos nas eleições de 2014 podem chegar à Polônia. Mas, em uma decisão do começo de fevereiro, por exemplo, o entendimento da Justiça é que o objetivo de coibir o uso da mídia social com estes fins foi atingido ainda durante o pleito, por meio de liminares e o bloqueio de páginas por parte do Facebook.

Polonês II – Ou seja, na esfera cível o assunto foi encerrado. Ainda assim, há inquérito policial em andamento em relação à prática. Na ação citada, a informação é que o usuário de uma das páginas combatidas teria contratado um link patrocinado baseado na Polônia.

Buraco – Em época de Carnaval o povo não perde tempo. Em Campo Grande, até distribuição de gel lubrificante para relação sexual, ação inédita – e pertinente – do sistema de saúde púbica, virou alvo de piada. Um leitor sugeriu que o produto seja passado nos inúmeros buracos nas ruas da cidade, de forma a amenizar os impactos sofridos por quem dirige nela.

Aniversário – O senador Delcídio do Amaral (PT-MS) completou 61 anos ontem. A comemoração ficou restrita a familiares, que estão em Brasília, onde o parlamentar está preso desde o fim de novembro passado.

Exigente - Junior Mochi, presidente do PMDB, diz que o partido terá novidades sobre a eleição em Campo Grande apenas em março. E que o candidato escolhido além de se destacar nas pesquisa qualitativas, terá que conseguir agregar as lideranças da legenda, para seguirem fortes.

Bom negócio - Sobre a ida do deputado Márcio Fernandes para o PMDB, quando abrir a janela partidária, Mochi diz que se trata de um "boa aquisição" e "bom nome"para o pleito eleitoral, no entanto voltou a reforçar que não houve qualquer condicionamento para eventual candidatura. Diz que o cenário segue indefinido no partido.

Arrependimento - Eduardo Rocha diz que está de portas abertas para receber o PDT em seu bloco partidário. Este acordo inclusive, pode ser firmado ainda nesta semana. O PDT foi convidado para fazer parte do grupo, mas no primeiro momento preferiu ficar de fora, no entanto parece ter voltado atrás desta decisão.

Candidato - Idenor Machado, presidente da Câmara de Vereadores, colocou seu nome à disposição para ser candidato a vice-prefeito. Com o DEM alinhado ao PSDB de Reinaldo Azambuja, Idenor não tem sonhos de ver seu partido disputando a eleição com candidato próprio, já que o nome de maior peso em Dourados, Zé Teixeira, não está disposto a concorrer à cadeira ocupada por Murilo Zauith (PSB).

Ano fraco - Com o DEM fora do páreo, o PSB e o PSDB sem nomes fortes para concorrer, a segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul pode ter uma eleição com poucos candidatos a prefeito. PMDB e PR são os mais cotados até agora para disputar a prefeitura.

Pegando no pé - O diário oficial do Ministério Público do próximo dia 11 já está disponível no site e nele, consta a abertura de sete inquéritos civis para apurar irregularidades no município de Dourados. Todas relacionadas a fragilidade do sistema de saúde, entre rede privada e pública. Há também uma recomendação para que a saúde municipal tome providências em relação a dengue, zika e afins.

(Com a Redação)

Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja reforçou o discurso de que, ...
Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...
Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions