ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  31    CAMPO GRANDE 19º

Arquitetura

Que tal aproveitar a quarentena para organizar a casa?

Comece pelo básico, arrumando uma gaveta do quarto e depois continue organizando um cômodo e outro

Por Alana Portela | 28/03/2020 08:57
Gaveta organizada com as camisetas todas dobradas e em ordem. (Foto: Juliana Takahashi)
Gaveta organizada com as camisetas todas dobradas e em ordem. (Foto: Juliana Takahashi)

Que tal aproveitar a quarentena e aproveitar para dar aquela organizada na casa? Esse é o momento que você precisa para dar uma pausa em tudo e ajeitar as coisas. O Lado B conversou com personal organizer que deram dicas e orientaram começar pelas gavetas do guarda-roupa.

“Comece pelo cômodo que mais está incomodando ou pode ser uma gaveta também, por exemplo a de roupas intimas. Muitos não sabem por onde começar, por isso deve iniciar aos poucos, uma gaveta ou um armário por dia. A pessoa consegue ver o resultado positivo e se anima”, afirma Juliana Takahashi Barbosa.

Ela tem 37 anos e é personal organizer há dois, em Campo Grande. Juliana fala sobre a importância de manter as coisas em ordem. “Sabemos que a casa precisa ser um lugar de descanso, harmonia e lazer. Quando o ambiente está bagunçado gera mais estresse, às vezes, a pessoa fica procurando algo que não encontra ou até mesmo ocorre desentendimentos com os membros da família”, diz.

Calças guardadas em ordem no guarda-roupa. (Foto: Juliana Takahashi)
Calças guardadas em ordem no guarda-roupa. (Foto: Juliana Takahashi)

Uma frase usada por ela, é “A origem da bagunça é o excesso”. “Se um ambiente está bagunçado, temos que analisar o motivo e isso, normalmente, é o excesso de coisas, seja roupas ou objetos. A maior queixa das pessoas sobre a bagunça é o quarto, principalmente as roupas. O primeiro passo é analisar peça por peça se está servindo, se precisa de conserto, se pode ser doado ou descartado. Isso é o que chamamos de desapego”.

Depois, já com um volume menor de roupas, é preciso escolher um local para guardar essas peças, de acordo com sua preferência. “Dobrado na gaveta, pendurado, etc. Mas, o local precisa ser de fácil acesso para trazer mais praticidade”, destaca Juliana.

Feito isso, logo verá a diferença e mais motivos para continuar a organização nas outras gavetas e cômodos da casa. “A pessoa fica feliz com o resultado e continua organizando outras partes. O importante é manter organizado e isso vai se tornando um habito e tornando o espaço mais funcional”.

Outra dica é onde guardar os remédios. “Geralmente ficam no banheiro ou quarto, porém, se pensarmos bem a gente costuma tomá-los na cozinha. Se arrumarmos na cozinha, evita o esquecimento diário.

Mais uma sugestão para manter a organização é organizar os controles remotos da sala. “Se guardarmos em um lugar só, na gaveta ou até mesmo uma caixinha, fica muito mais fácil na hora de encontrar. Uma coisa importante é criar categorias, por exemplo: Todas as ferramentas precisam ser guardadas em um lugar só”, afirma.

Organize a gaveta com roupas íntimas. (Foto: Juliana Takahashi)
Organize a gaveta com roupas íntimas. (Foto: Juliana Takahashi)

Para a também personal, Helen Ramirez, em tempos de quarentena o melhor a fazer é organizar a rotina, o tempo, a mente. “A maioria das pessoas está fazendo home office, alguns dispensados e outra parcela ainda nas ruas. Independentemente do seu caso, o ideal é organizar a rotina doméstica”, diz.

“Organize a rotina da família, estabelecendo horários e afazeres para todos os membros, ainda mais para quem tem adolescentes e crianças. Estes têm bastante energia. O ócio vai deixá-los irritadiços, o que não é bom para eles nem para os pais”, comenta.

Outra questão é fazer um acordo de cooperação, explicando a situação de conforme a compreensão da idade. Dá para criar uma lista de tarefas como de um dia normal. “O horário em que eles estariam na aula, deve ser reservado para o estudo, mas em frações e em tempo menor. Boa parte das escolas estabeleceu uma sequência para os alunos estudarem em casa. Caso a escola não tenha feito isso, use os livros como parâmetro. Dê tarefas escolares e institua horários para leitura”, orienta.

Outro ponto é o home office. Para os adultos que estão trabalhando em casa, a dica é organizar o espaço com itens necessários para a realização do trabalho. “Arrume os papéis em categorias e separe-os em pastas, contas pagas, a pagar, relatório, documentos, etc. Ninguém melhor do que o próprio usuário para fazer essa seleção e categorização”.

É importante destacar que para todos as situações é imprescindível uma lista de afazeres realista, e com alguma folga. Mais uma questão é a limpeza da casa. “Como a situação é crítica, é interessante ter uma rotina diária de cuidados. A limpeza do banheiro, a lavagem dos calçados e o tirar o lixo devem ser feitos todos os dias”.

Essa missão é de todos, inclua a família nessa organização. “Explique que a casa é de todos e se achar interessante, pode premiar a criança ou adolescente com um tempo para jogos ou filme. Geralmente, as crianças adoram ajudar”, diz Helen.

Dá para arrumar a geladeira também. (Foto: Juliana Takahashi)
Dá para arrumar a geladeira também. (Foto: Juliana Takahashi)

Já em relação à organização espacial da casa, priorize as áreas de circulação e espaços comuns como sala, cozinha e banheiros. Lembrando sempre que, menos é mais.

“Agora é um momento excelente para livrar-se de objetos que só fazem ocupar espaço. Pense no bem-estar da família. Doe, venda on-line, troque, etc. Duas regras gerais aqui são; categorização e a visualização. A beleza não é importante”.

Mais um ponto de atenção é a geladeira e a despensa. “Aqui, vale a regrinha acima, os iguais ficam juntos. Detalhe para os itens abertos. Eles devem ficar em local de destaque para serem consumidos antes”, orienta ela.

Para Helen, as orientações são fáceis, porém exige disposição, disciplina e cooperação de todos da família. “Experimente e colha os benefícios”, conclui.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.