A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

08/12/2018 11:35

Livro homenageia academia e eterniza grandes nomes da literatura de MS

Guimarães Rocha escreveu sobre 71 escritores que marcaram a academia sul-mato-grossense de letras

Izabela Sanchez
Escritor Guimarães Rocha lança livro sobre escritores da Academia de letras sul-mato-grossense (Foto: Izabela Sanchez)Escritor Guimarães Rocha lança livro sobre escritores da Academia de letras sul-mato-grossense (Foto: Izabela Sanchez)

"Eu tenho pela palavra a mesma fascinação que a lesma tem pelas pedras. E que os lagartos têm pela solidão das pedras”, afirmou, certa vez, o poeta sul-mato-grossense Manoel de Barros. É a fascinação com a palavra que motivou o escritor Guimarães Rocha a homenagear 71 escritores, entre eles Manoel de Barros, no livro “Grandezas da Literatura Sul-mato-grossense”.

O livro, que será lançado no dia 13 de dezembro, às 19h30, na Academia Sul-Mato-Grossense de Letras, agora integra o acervo de mais 20 obras publicadas pelo poeta, especialista em literatura e Tenente Coronel da reserva da Polícia Militar.

A homenagem é, também, uma forma de destacar a Academia de letras do Estado. Fundada no dia 30 de outubro de 1971, por Ulisses Serra. Cada capítulo discorre sobre um dos 71 escritores. Para isso, Guimarães selecionou uma obra, considerada a mais importante, de cada um dos autores.

“Pela importância da obra deles eu escolhi uma obra de cada autor e com base naquela obra eu tracei o perfil do escritor. Ele propicia, para quem conhecer um pouco da nossa literatura, é uma oportunidade, porque em um livro só nós reunimos todos os escritores da academia sul-mato-grossense de letras”.

 

Livro será lançado no dia 13 de dezembro (Foto: Izabela Sanchez)Livro será lançado no dia 13 de dezembro (Foto: Izabela Sanchez)

Um pouco mais de conhecimento - A letra é a grafia da história e é dessa forma que nomes como Acyr Vaz Guimarães, Hugo Pereira do Vale e Rachel Naveira ficam, agora, um pouco mais marcados na história de Mato Grosso do Sul. Guimarães acredita que o livro pode ajudar o ensino no Estado, já que é, também, pela educação, que a literatura ganha vida.

“É um livro que exalta a beleza de Mato Grosso do Sul. É um livro que retrata a força da literatura sul-mato-grossense. Eu faço parte da própria academia e eu percebia a dificuldade existente em, os meus colegas professores, poderem trabalhar com a literatura sul-mato-grossense, porque você não conhecendo, como é que você vai trabalhar. Então aqui é um livro de críticas literárias, que propicia ao professor a oportunidade de conhecer os nossos valores da literatura sul-mato-grossense, e ao aluno também”, comenta o autor.

Policial e poeta - Guimarães “passeia” com facilidade pela literatura, já que os livros publicados pelo autor vão da poesia à filosofia. O escritor também se equilibra, conforme explica, entre a ambiguidade de ser “policial e poeta”. “Você está combatendo o crime, com pessoas sem piedade e ser misericórdia. Por outro lado, você é humano, sensível, poeta, fala do amor, da beleza do amor e as vezes na polícia você não pode só falar do amor e da beleza do amor”.

“É um livro que exalta a beleza de Mato Grosso do Sul. É um livro que retrata a força da literatura sul-mato-grossense. Eu faço parte da própria academia e eu percebia a dificuldade existente em, os meus colegas professores, poderem trabalhar com a literatura sul-mato-grossense, porque você não conhecendo, como é que você vai trabalhar. Então aqui é um livro de críticas literárias, que propicia ao professor a oportunidade de conhecer os nossos valores da literatura sul-mato-grossense, e ao aluno também”.

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.