A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019

13/03/2019 08:00

MIS exibe "Violeta Foi Para o Céu" em programação de cinema latino-americano

Este ano o projeto, com exibições gratuitas, tem como tema as mulheres, em celebração ao mês dedicado a elas.

Thailla Torres
Ciclo traz como tema principal “Mulheres”, em celebração ao mês dedicado a elas.Ciclo traz como tema principal “Mulheres”, em celebração ao mês dedicado a elas.

Com entrada gratuita, de 12 a 14 de março, o MIS (Museu da Imagem e do Som) abre as portas para o 3º Ciclo de Cinema Latino-Americano, com curadoria de Miguel Ariza Benavides, mestre em Estudos de Linguagens pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul)

O projeto surgiu em 2018 com objetivo de levar ao público a cinematografia da América Latina, principalmente dos países vizinhos, e por meio das obras promover debates, inclusive, sobre produção e acesso ao cinema latino.

A primeira edição foi dedicada à diretora argentina Lucrécia Martel; no segundo ciclo foram apresentados filmes com o tema “Fronteira”, e nesta terceira edição o Ciclo traz como tema principal “Mulheres”, em celebração ao mês dedicado a elas.

Nesta quarta-feira será exibido, a partir das 19h, o filme "Violeta foi para o Céu", que conta a história da compositora, cantora e folclorista chilena Violeta Parra. O enredo mostra da infância humilde ao reconhecimento internacional, passando pela intensidade de suas contradições internas, falhas e paixões.

Baseado no romance homônimo de autoria de Ángel Parra, filho de Violeta, o filme de Andrés Wood faz um retrato da famosa cantora e folclorista chilena Violeta Parra, preenchido com seu trabalho musical, suas memórias, seus amores e esperanças.

Amanhã, quinta-feira (14) será xibido o filme “Vazante” de Daniela Thomáz, com uma história sobre tensões raciais e de gênero no Brasil do século XIX. No filme o fazendeiro Antonio volta à casa, depois de uma longa viagem conduzindo uma tropa de escravos. Ao chegar, descobre que a mulher morreu em trabalho de parto. Isolado em uma fazenda improdutiva, ele negocia um novo casamento com a filha de Dona Ondina, a menina Beatriz, enquanto faz a escrava Feliciana vítima da violência. Antonio volta às expedições para negociar escravos e gado. Sozinha na propriedade, Beatriz se aproxima das crianças escravas. Uma traição implode na família em uma espiral de violência, que é o anúncio dos ventos da mudança.

As exibições são às 19h, no MIS, que fica na Av. Fernando Corrêa da Costa, 559 - Centro.

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.