ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUINTA  03    CAMPO GRANDE 23º

Artes

Teto cai e Museu de Arte Contemporânea não reabre mês que vem

Acidente aconteceu na semana anterior, e só após avaliação de arquitetos a equipe do museu decidiu cancelar retorno das atividades

Por Raul Delvizio e Clayton Neves | 26/10/2020 16:12
Teto do auditório do Marco desabou com a ventania e chuvarada (Foto: Kísie Ainoã)
Teto do auditório do Marco desabou com a ventania e chuvarada (Foto: Kísie Ainoã)

Com a ventania e chuva forte das últimas semanas, o teto do Marco (Museu de Arte Contemporânea) não resistiu e parte do forro de gesso desabou. Por causa do imprevisto, a coordenação resolveu suspender o retorno das atividades, marcado para o próximo dia 20 de novembro. O museu fica dentro do complexo do Parque das Nações Indígenas.

Segundo informações de uma servidora que não quis se identificar, o incidente danificou parte da estrutura do auditório, principalmente, o palco e as primeiras fileiras de assentos. O ocorrido não avariou nenhuma obra de arte ou acervo principal da instituição.

Parte do forro ficou completamente exposto (Foto: Kísie Ainoã)
Parte do forro ficou completamente exposto (Foto: Kísie Ainoã)
Na plateia, cadeiras foram danificadas e ficaram bem sujas com o incidente (Foto: Kísie Ainoã)
Na plateia, cadeiras foram danificadas e ficaram bem sujas com o incidente (Foto: Kísie Ainoã)

Ainda conforme a funcionária, um grupo de arquitetos já foi até o local conferir os danos causados no estrago e fizeram avaliação e orçamento para obras, ainda sem data de início.

A sorte, de acordo com a mulher, é que não tinha nenhuma obra exposta, já que a equipe do museu guardou em espaço apropriado as coleções de arte que tem por responsabilidade – contando com grandes nomes sul-mato-grossenses como Lídia Baís e Humberto Espíndola. Isso, desde o início da pandemia, quando as atividades do museu foram paralisadas por causa da covid-19.

Equipe retira pintura para ser guardada em local seguro (Foto: Reprodução/Facebook)
Equipe retira pintura para ser guardada em local seguro (Foto: Reprodução/Facebook)
Técnicos do museu fizeram a retirada das obras no último dia 16 (Foto: Reprodução/Facebook)
Técnicos do museu fizeram a retirada das obras no último dia 16 (Foto: Reprodução/Facebook)

Por enquanto, o retorno ao público está cancelado e o Marco aguarda obras de restauração, sem previsão para acontecerem. Antes da pandemia, a visitação mensal do museu era em média de 4 mil pessoas por mês.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Museu decidiu não retornar as atividades já para o próximo mês (Foto: Kísie Ainoã)
Museu decidiu não retornar as atividades já para o próximo mês (Foto: Kísie Ainoã)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário