A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 26 de Maio de 2019

02/10/2018 16:57

"Pai" do ET Bilu ganha homenagem da Assembleia por pesquisa sobre Terra convexa

Ângela Kempfer
Urandir ao lado do deputado Paulo Siufi, durante sessão na Assembleia. (Foto: Divulgação/Assembleia Legislativa)Urandir ao lado do deputado Paulo Siufi, durante sessão na Assembleia. (Foto: Divulgação/Assembleia Legislativa)

Desde que surgiu na mídia, em 1995, Urandir Fernandes de Oliveira é um dos personagens mais atacados em Mato Grosso do Sul. Criador do Projeto Portal, "cidade" dentro de Corguinho, que tem até moeda própria, a fama nacional se ampliou com o ET Bilu, em 2009.

Inimigo de ufólogos, apresentado com descrédito pelas principais emissoras de TV brasileiras, ele continuou firme se apresentando como especialista em UFOs e extraterrestres. Nesta terça-feira, o resultado veio como mais uma homenagem de parlamentares sul-mato-grossenses, desta vez da Assembleia Legislativa.

Em solenidade no plenário, Urandir recebeu moção de congratulação em reconhecimento pelas pesquisas nas áreas de matemática, física, física quântica, astronomia, geologia, biologia, geografia e paleontologia, uma homenagem proposta pelo presidente do Legislativo, Junior Mochi (MDB), e pelo deputado Paulo Siufi (MDB), aprovada por unanimidade.

Depois de receber placa que oficializou a moção, Urandir avaliou a data como “ reconhecimento do esforço de longos 22 anos de trabalho beneficiando as pessoas." Também lembrou dos "associados", pessoas que bancam as pesquisas em Corguinho, entre elas, a que tenta provar que a terra é convexa e não redonda. "Tivemos muita dificuldade para chegarmos até aqui, tive pedras no caminho, mas os frutos colhidos são muitos bons”, afirmou.

Filho de pedreiro e dona de casa, Urandir nasceu em Marabá Paulista, no interior de São Paulo e diz que desde os 13 anos vê ETs e consegue entortar vergalhões de ferro sem fazer força, só com o poder da mente. Em 2002, chegou a ser desafiado a participar de testes no laboratório do americano James Randi, na Flórida, que oferecia US$ 1 milhão a quem comprovasse habilidade paranormal. Ele nunca aceitou.

Anos depois, Urandir tem até empresa de cosméticos e ganha dinheiro, inclusive, com o complexo Turístico Zigurats, fundado pela Dakila Pesquisas em Corguinho. A ideia começou com 1.042 hectares, ocupados por casas de alvenaria e iglus construídos com engenharia para suportar até o fim do mundo, garante. "O Complexo Turístico Zigurats e a Fazenda Dakila Pesquisas localiza-se entre as coordenadas 19º latitude Sul, considerado um dos vórtices mais poderosos de energia hoje em dia, assim como era antigamente a pirâmide de Saqqara, Triângulo das Bermudas, Machu Pichu, área arqueológica de Chichen Itza no México e as pirâmides do Egito (sic)", detalha o site do projeto.

A tese da terra convexa surgiu com o próprio ET Bilu, personagem cheio de teorias, que ganhou até um site para divulgação delas. Adorador da mídia, no auge do sucesso, o ET chegou a opinar sobre série de TV “Falling Skies”, do cineasta Steven Spielberg e dava até dicas de alimentação.

As "revelações" sobre a terra renderam um documentário, que segundo o site da Dakila "durou 07 anos reunindo diversos profissionais, como geólogos, engenheiros, astrônomos, cartógrafos, técnicos na área da topografia, etc., o qual trouxe à luz do conhecimento informações que até então a ciência supostamente desconhecia (sic)". No filme, Urandir tenta provar que o formato real da terra é curvo, o que provocaria fenômeno óptico e por isso a "impressão" de ser redonda.

Durante a entrega da moção na sessão de hoje,o deputado Paulo Siufi elogiou muito o pesquisador e lembrou que não é a primeira homenagem de políticos a Urandir. “É motivo de satisfação para nós entregarmos essa singela homenagem, porque você já foi homenageado na Câmara de Vereadores".

A imagem da terra, segundo os pesquisadores de Urandir.A imagem da terra, segundo os pesquisadores de Urandir.


Nota de repúdio: Um jornal que abre espaço a injúrias, difamações e acusações irresponsáveis, infundadas não merece o respeito de ninguém. Infelizmente ao abrir espaço para uma acusação tão grave e séria se igualaram ao acusador, sem escrúpulos nenhum, sem nenhuma seriedade com a finalidade do seu ofício, uma vergonha lamentável. Esse jornal é um péssimo exemplo!
 
Adriana Buenno em 05/10/2018 12:05:29
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.