A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

12/06/2017 10:13

Acadêmico acha iPhone, pede pastel como recompensa e mobiliza internet

Lucas disse em tom de brincadeira, que não devolveria o iPhone sem ganhar esse "troféu".

Thailla Torres
Lucas é acadêmico de Publicidade e Propaganda e fez a postagem para encontrar a dona com facilidade. Lucas é acadêmico de Publicidade e Propaganda e fez a postagem para encontrar a dona com facilidade.

O acadêmico Lucas Nascimento, de 20 anos, ficou famoso nas redes sociais neste domingo, depois de encontrar um celular em Campo Grande e, como recompensa, pedir um pastel. Estudando Publicidade e Propaganda, Lucas disse em tom de brincadeira, que não devolveria o iPhone sem ganhar esse "troféu". 

Claro que o desfecho foi diferente, Lucas até encontrou a dona do celular, mas não ganhou a recompensa esperada. A postagem já recebeu mais 2,4 mil curtidas e 900 comentários de pessoas que se movimentaram para ajudar o rapaz. 

Em entrevista ao Lado B, Lucas explicou que só quis chamar atenção para encontrar o dono mais rápido. "As coisas hoje em dia no Brasil acontecem mais rápido quando são na internet. Então eu fiz uma brincadeira para que a dona aparecesse e deu certo".

Apesar da brincadeira, ele admite que adoraria ganhar um pastel. "Sou sul-mato-grossense que adora um pastel de carne, com ketchup e um suco de laranja. Quem recusaria?", questiona.

Postagem recebeu milhares de curtidas e comentários. Postagem recebeu milhares de curtidas e comentários.

Nos grupos do Facebook, a hashtag #CadeopasteldoLucas já viralizou e tem gente até fazendo convite pelo exemplo de honestidade do universitário.

"Galera, bora juntar todo mundo para comer pastel com o Lucas, imagina que encontro bacana que ia dar, quanta gente se conheceria", sugeriu um. Outros usaram o humor. "Devolver um iPhone e não ganhar o pastel, esse é o Brasil". Também teve gente que aproveitou para tirar sarro. "Gente, é que depois que a gente compra um iPhone não tem mais dinheiro pra nada não, só tem o iPhone e as parcelas até o fim da vida". 

Lucas se diverte com a situação. "Achei graça e agora já recebi vários convites para comer um pastel por aí, pastel não falta", brinca.

Ele confirma que tudo foi uma brincadeira e está satisfeito em ter achado a dona. "Eu encontrei o celular na grama na madrugada de domingo, sei o quanto custa caro um celular desse e até se fosse mais barato, com certeza eu devolveria. Acho que independente da brincadeira, a ideia é que as pessoas sejam solidárias. A vida já não está fácil, se a gente ainda quiser ficar com as coisas dos outros, perde o equilíbrio", diz o estudante.

Lucas lamenta que até escutou de algumas pessoas medidas para ficar com o celular. "Disseram que tinha pessoas que cobravam 'só' R$ 500,00 para me entregar desbloqueado, mas jamais faria isso. Fiquei aliviado e a dona do celular também". 

A menina, dona do celular, foi buscar o aparelho na casa de Lucas na noite de domingo, infelizmente, sem o pastel. "Ela chegou com a mãe e, por segurança, pedi que ela desbloqueasse para ter certeza. Entreguei e sei que ela me agradeceu de coração. Isso que importa. Que outras façam a mesma coisa", torce.

Curta o Lado B no Facebook.

 



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.