ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, TERÇA  19    CAMPO GRANDE 25º

Comportamento

Alegria de família é fazer jogatina em "PCs" de R$ 20 mil que o pai montou

Corumbaense constrói computadores exclusivos com seus “cases” personalizados; família tanto aprova que participa como “cobaia”

Por Raul Delvizio | 05/11/2020 09:38


Pai e criançada em uma sessão de jogatina em família – até a esposa tem um computador exclusivo (Foto: Arquivo Pessoal)
Pai e criançada em uma sessão de jogatina em família – até a esposa tem um computador exclusivo (Foto: Arquivo Pessoal)
Cada membro tem seu PC personalizado, todos construídos pelo pai (Foto: Arquivo Pessoal)
Cada membro tem seu PC personalizado, todos construídos pelo pai (Foto: Arquivo Pessoal)

O servidor público Maurycio Gyovanni da Silva tem nas suas horas vagas uma atividade adulta que mais lembra uma criança prestes a montar um quebra cabeça: personaliza computadores com iluminação ousada, pintura diferente e redesign dos gabinetes. Tudo é montado à mão, e no final quem “testa” é sua própria família. Em sua casa aqui na Capital, todo mundo é gamer.

“Meus filhos sempre me viram jogar. Modificar os computadores então, nem se fala. Quem já foi criança sabe o quanto é ruim ficar namorando uma coisa sem poder ter ou mexer. Preferi dividir com todo mundo, com eles e com minha esposa, mesmo que eu até tenha um pouco de ciúmes”, brinca o pai. “Mas é divertido demais, vale a pena estar e jogar este grupo”.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
De "dia": quartinho exclusivo para as sessões de jogatina da família Silva (Foto: Arquivo Pessoal)
De "noite": as modificações dos PCs fazem o ambiente ficar ao estilo "neon" (Foto: Arquivo Pessoal)
De "noite": as modificações dos PCs fazem o ambiente ficar ao estilo "neon" (Foto: Arquivo Pessoal)

O conceito que Maurycio trabalha é o mesmo que “tunar” carros, só que ao invés de automóveis estamos a falar do personal computer, o PC.

“Desde o início dos anos 2000, os computadores eram muito ‘padrões’, aquela caixa branca-amarelada que todo mundo um dia conheceu. Hoje em dia é tudo ‘pretão’. Quando faço o casemod, mexo tanto na performance quanto no estilo. O resultado são produtos que custam a partir de R$ 10 mil. Somando o valor dos computadores que tenho aqui, vale mais que meu carro”, explica.

Eu podia estar dirigindo um carro melhor agora", confessa.

Maurycio mostra um pouco do seu trabalho de "casemodder" (Foto: Arquivo Pessoal)
Maurycio mostra um pouco do seu trabalho de "casemodder" (Foto: Arquivo Pessoal)
Este aqui é especial: para sua esposa, Fabiane (Foto: Arquivo Pessoal)
Este aqui é especial: para sua esposa, Fabiane (Foto: Arquivo Pessoal)

Cada membro dos Silva tem o seu PC, todos eles montado pelo pai: um para a esposa Fabiane, outros dois para as meninas Marianna e Giovanna e também mais um pro garotão Celso. No “bunker” da família – como chamam o quartinho exclusivo para as sessões de jogatina – as máquinas são dispostas no espaço nerd.

Maurycio garante que as horas de jogo são todas regradas, e as as crianças só podem utilizar as máquinas aos finais de semana. Ainda, “apenas se tirarem boas notas”.

“Jogamos juntos e até já fizemos lives dos nossos encontros nas redes sociais. No ano passado, levamos as máquinas, cadeiras e tudo mais até o Parada Nerd. Foi uma experiência incrível onde pudemos mostrar ao campo-grandense o nosso lado mais geek”.

O interesse do pai por tecnologia e modificações de PCs começou na época das lan houses – quem se lembra vai entender. Mas o corumbaense ia além: se reunia quase todo fim de semana com os amigos para encontros de “jogatina” madrugada adentro. Cada um levava o seu computador e assim faziam as chamadas “lan parties”.

Com o tempo, a coisa ficou séria para Maurycio. Vieram os anos, a família e o serviço público, mas nunca deixou de lado o seu lado, em suas palavras, “meio nerd”.

“Fiz muitos amigos on-line e também nas idas à Campus Party lá em São Paulo. Em 2011, recebi o convite da Cooler Master para participar de uma equipe de modificação. Assim, outros patrocínios chegaram até a mim, da Aorus, AMD, Team Group, Cougar, Gigabyte e várias outras empresas internacionais”.

Junto ao amigo Miguel Povh, ambos já foram vencedores do evento geek, cada qual em sua categoria. São os únicos sul-mato-grossenses a ganhar em uma Campus Party Brasil.

Maurycio com a ex-VJ da MTV, Marimoon (Foto: Arquivo Pessoal)
Maurycio com a ex-VJ da MTV, Marimoon (Foto: Arquivo Pessoal)
O corumbaense já ganhou prêmios com seu trabalho na personalização de PCs (Foto: Arquivo Pessoal)
O corumbaense já ganhou prêmios com seu trabalho na personalização de PCs (Foto: Arquivo Pessoal)

Case Mod World Series 2020 – Um sonho de Maurycio foi sempre conquistar o pódio de casemodder internacional pela CMWS. Concorrendo neste ano, o corumbaense apostou em uma temática nacional bastante conhecida no universo nerd: o mercenário Ozob, personagem caricato do palhaço Bozo criado pelo portal Jovem Nerd.

“Por mais que exista a qualidade do olhar de um jurado, que eu tenho a condição de garantir o meu espaço na prova, ainda preciso do voto de todo mundo que quiser ajudar. Por isso, resolvi criar o meu perfil no Instagram para divulgar o trabalho e também formar um núcleo de fãs”.

Maurycio garante: só se tem noção da surpresa de ver uma casemod completa ao vivo. “Pra mim, é uma questão de extremo orgulho quando as pessoas elogiam e ficam com o olhar de admiração no meu trabalho”, finaliza.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Esta peça aqui foi confeccionada por Maurycio especialmente para o CMWS de 2018 (Foto: Arquivo Pessoal)
Esta peça aqui foi confeccionada por Maurycio especialmente para o CMWS de 2018 (Foto: Arquivo Pessoal)
Maurycio e os criadores de Ozob, do Portal Nerd (Foto: Arquivo Pessoal)
Maurycio e os criadores de Ozob, do Portal Nerd (Foto: Arquivo Pessoal)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário