A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017

14/09/2017 07:41

Após levar labradora, motorista de Uber vira queridinha de passageiros com pets

Mariana Lopes
No carro de Letícia, os animais são passageiros vip's, inclusive os dela (Foto: Marina Pacheco)No carro de Letícia, os animais são passageiros vip's, inclusive os dela (Foto: Marina Pacheco)

Após fazer uma corrida com uma labradora no banco detrás do carro, a motorista de Uber Letícia Moreira, 22 anos, se tornou a queridinha dos passageiros com animais de estimação. A fama dela viralizou na internet quando a dona da labradora, Jeni Souza, fez uma publicação em um grupo no Facebook relatando a situação, na tentativa de encontrar Letícia para agradecê-la.

Ela só não imaginava que a postagem renderia tantas curtidas e compartilhamentos. Muito menos que daria uma reviravolta na vida da motorista. Letícia conta que de lá para cá, todos os dias recebe chamada de passageiros com cães e gatos.

A corrida foi no final da semana passada, mas a repercussão tomou conta das redes sociais após Letícia se manifestar e se identificar como a motorista procurada por Jeni. Na postagem, a jovem passou o contato e se prontificou a carregar animais sempre que fosse preciso. “Só hoje já fiz duas corridas e tenho mais uma para o final da tarde”, conta Letícia. A publicação acabou sendo retirada, mas o número de curtidas passou de 900.

Este foi o segundo cão que Letícia carregou no Uber. Ela postou uma foto no facebook com a legenda: Vai ter filhinho de 4 patas andando de uber SIM!Este foi o segundo cão que Letícia carregou no Uber. Ela postou uma foto no facebook com a legenda: "Vai ter filhinho de 4 patas andando de uber SIM!"

A gratidão de Jeni foi porque no dia 5 motoristas de Uber se recusaram a carregá-la com a labradora. “Minha cadela estava passando mal e eu precisava levá-la ao veterinário, mas só tenho moto, por isso resolvi tentar o Uber. Depois de vários “nãos”, na última vez, veio a Letícia, um amor de pessoa, que me tratou muito bem e também ficou preocupada com a Kia. Sou muito grata a ela, que me ajudou no momento que já não sabia mas como fazer para levar a Kia ao veterinário”, desabafa.

O que para Jeni foi um ato enaltecedor, para Letícia foi retribuição. “Meu carro é alugado, então, qualquer dano nele eu que assumo a responsabilidade. Quando cheguei pra buscá-la, levei um choque, mas lembrei que uma vez precisei carregar meu cachorro no uber e o motorista não se negou em fazer a corrida”, justifica.

Letícia tem três cachorros e três gatos, e apesar de hoje estar na posição de motorista, ela entende a necessidade de fazer este tipo de corrida. “Tem muita procura, sei que é difícil o pessoal aceitar levar animal no carro, infelizmente”, lamenta.

Acompanhe o Lado B no Facebook e no Instagram.




imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.