ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, DOMINGO  05    CAMPO GRANDE 20º
Casa Satine faz ação para ajudar comunidade LGBTQ+ no coronavírus

Comportamento

Casa Satine faz ação para ajudar comunidade LGBTQ+ no coronavírus

Instituição está arrecadando alimentos para autônomos, além de oferecer apoio psicológico

Por Lucas Mamédio | 22/03/2020 07:49
Uma das primeiras ações da Casa Satine foi de vestir coreto com a bandeira. (Foto: Arquivo/Kísie Ainõa)
Uma das primeiras ações da Casa Satine foi de vestir coreto com a bandeira. (Foto: Arquivo/Kísie Ainõa)

Várias redes de solidariedade têm se formado diante da crise causada pelo novo coronavírus. Em Campo Grande, a Casa Satine, instituição que presta apoio à comunidade LGBTQ+ de várias formas, está realizando uma ação com o objetivo de arrecadar alimentos e produtos de higiene pessoal para pessoas em situação de vulnerabilidade.

Segundo o coordenador da Casa Satine, Leonardo Bastos, a medida é necessária pois muita gente da comunidade vive de trabalhos comissionados ou autônomos.

“Você tem muitas pessoas que fazem arte de rua, que são ambulantes, que vendem produtos feitos por eles, ou muitos que têm serviços precarizados e que estão sendo dispensados por conta de tudo isso”, explica Leonardo.

Produtos de cestas básicas, álcool em gel, sabonete líquido, água sanitária, desinfetantes e contribuições em dinheiro estão sendo as prioridades no momento. “Só neste sábado (21) recebemos 10 pedidos de cesta básica”.

Leonardo também destaca que uma segunda preocupação é com a saúde mental dos LGBTs no período de isolamento. “Essa ideia de quarentena que estamos vendo nas redes sociais, de quase ser um retiro espiritual, não se aplica a muitas das pessoas que atendemos, porque nem sempre eles vão ter esse espaço de acolhida dentro de casa por conta do preconceito e da não aceitação familiar”.

Uma última perspectiva é da prevenção contra o coronavírus em si, com uma linguagem mais acessível à comunidade LGBT. “Parte da população, principalmente as pessoas trans, tem como sustento a ocupação de ser profissional do sexo, então estamos preparando toda uma orientação de redução de danos nesses casos”.

Serviço - O ponto central de entrega será na Coordenadoria Municipal LGBT de Campo Grande, Rua Barão do Rio Branco, 2260. Dependo do caso, é possível entregar as doações nas casas dos voluntários espalhados por vários bairros da Capital. O telefone para combinar essas possibilidades e tirar eventuais dúvidas é o (67) 9 9160-9662. Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.