A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

07/12/2016 07:21

Casal queria poetizar início, mas soube rimar como ninguém o "fim" do amor

Uma reportagem sobre como o término pode ser tão belo quanto o início de uma relação

Paula Maciulevicius
Não vai ser agora mas a gente ainda tem uma vida toda pela frente pra se encontrar de novo."Não vai ser agora mas a gente ainda tem uma vida toda pela frente pra se encontrar de novo".

Cinco dias depois de terminarem o relacionamento, um post no Facebook surpreende por falar do fim tão sutilmente. Sem mágoas e nem xingamentos, o que ficou foi um grande aprendizado, os dias incríveis divididos e a esperança de que pode não ser agora, mas as duas têm a vida toda pela frente para se encontrar de novo.

As meninas são novas, lindas e tão cheias de amor que contagiaram as redes sociais. Foram durante quase dois anos um casal apaixonante de se acompanhar e justamente por isso, o Lado B não vai identificá-las. Seguidores não têm compreendido como o término chegou e elas têm sido "bombardeadas" com pedidos para voltarem.

Uma tem 17, a outra, 20. Dividiam o mesmo amor entre si, pela fotografia e o tom de cabelo. Desde o início do namoro, elas brincavam sobre o quanto queriam que a história de como se conheceram fosse rima, mas foi no "fim" que elas souberam poetizar o que é o amor e mais ainda, o respeito.

"No dia primeiro a gente terminou. Ontem me perguntaram dela mais uma vez e eu não consegui explicar tudo em uma frase. Como explicar pras pessoas que a gente resolveu isso bem, que não houveram mágoas, vozes alteradas, nenhuma indireta daqui, nenhuma briga de lá..?" 

A postagem da menina de 17 anos começa assim. As duas fariam dois anos de namoro em janeiro e moravam na casa dela, juntas, ao lado dos pais. O término chegou depois de muitas conversas. Não foi repentino, sem pensar e nem de uma hora para outra.

"Qualquer decisão que você toma nervosa, não é boa. E tivemos de conversar bastante para entender como ia funcionar, porque a gente morava junto fazia mais de 1 ano e pouco", avalia. 

A sequência do texto resume o que ela tenta fazer com que as pessoas entendam. "É difícil explicar, todo mundo está acostumado a sempre enfrentar um término como algo terrível, como se a gente tivesse brigado e se odiasse agora, o que não é verdade", diz. 

Foi por ver muita gente dizendo que estava desiludido, desacreditado no amor, que ela resolveu esclarecer e também para deixar público que o carinho permanece. O motivo de compartilhar foi, segundo ela, para dizer o que ficou, o que as duas aprenderam e ensinaram uma a outra e que não precisa ser tudo tão ruim quando chega ao fim.

A outra menina, de 20 anos, reforça que acreditava que quem acompanhou toda a história delas, via redes sociais, merecia uma resposta e também para evitar perguntas, já que as duas frequentam o mesmo ciclo de amizades e saídas. Sobre o texto, a jovem fala que as duas não combinaram uma postagem, mas sabiam que precisavam falar a respeito. Em seu perfil, ela fez uma complementação falando também das boas lembranças. 

"É meio absurdo quando as pessoas terminam e começam a falar mal uma da outra. Nós sempre conversamos isso, dizíamos que era um desperdício de sentimento. Além de tudo, nós sempre fomos muito amigas e é um jeito amoroso de respeitar a história que a gente viveu", resume. 

O início da relação, que não foi dando comida aos pássaros no parque, e sim num "match", teve uma história muito mais regada por sorrisos e carícias, do que lágrimas. O que não justificaria que o rompimento fosse resumido em quem largou quem. 

O tempo e o amor as ensinaram que não importa como, mas se conhecer já foi a própria poesia. 

"No dia primeiro a gente terminou.

Ontem me perguntaram dela mais uma vez e eu não consegui explicar tudo em uma frase. Como explicar pras pessoas que a gente resolveu isso bem, que não houveram mágoas, vozes alteradas, nenhuma indireta daqui, nenhuma briga de lá..?

Eu acho que tentei explicar de verdade para umas três pessoas que me perguntaram dela, depois eu desisti tendo a certeza de que as três não acreditaram no que disse.

Contei cinco pessoas que me disseram que não acreditam mais no amor e é principalmente para elas que vou escrever um pouco sobre nós, porque elas entenderam tudo completamente errado.

A gente se conheceu com aquele sentimento de que a gente já se conhecia há muuuito tempo. Você já conheceu alguém assim? Nosso corpo se apresentrava enquanto eu juro que podia sentir parte da minha alma pensando ''Que saudade! Finalmente te encontrei.''

Foi tudo tão rápido e em pouco tempo a gente já era uma só. Vocês conhecem a gente.
Ela me tirou tudo de ruim que me cercava com uma facilidade impressionante. A situação podia ser a pior, se ela estava comigo, eu estava bem.

A gente sempre foi aquele casal que todos amigos adimiram. Até quem não nos conhece de perto. Já perdi as contas de quantas mensagens de carinho e admiração a gente já recebeu. A gente sempre brincava que se um dia chegássemos a terminar todo mundo ia sofrer mais do que nós; o que não foi verdade.

Crescemos acreditando que um dia vamos encontrar aquela pessoa que vai mudar tudo o que somos para melhor, aquela pessoa que não vamos saber colocar em palavras o quão incrível é. Passamos a vida esperando por um amor feito de fantasia que te tira o pé do chão e te faz tocar o céu.

Se o amor é fantasia, ela fez da minha vida um carnaval sem fim.
Aqui você deve estar pensando o mesmo que a mocinha na festa de sábado, que depois de me perguntar dela e eu dizer todas as coisas boas que alguém pode ser me perguntou mais confusa ainda ''Porque acabou?''.

A gente demora um pouco mas entende que aquela frase '' Se tiver que acontecer, vai acontecer " nem sempre significa que vai acontecer agora.

Parece estranho dizer mas chegarmos a essa conclusão foi a maior prova de amor que poderíamos nos dar. Aceitar que as vezes precisamos de um tempo pra nos reinventar, sermos uma melhor versão de nós mesmas para não apenas nos completar, mas transbordar tudo de bom que pudermos.

Eu amo minha menina, vou sempre amar ela. Antes de ser minha namorada, ela é a pessoa que mais me faz feliz nessa vida e isso nunca vai mudar.
Se isso não é amor, ela chegou em mim e criou uma coisa mais bonita ainda. 

Não vai ser agora mas a gente ainda tem uma vida toda pela frente pra se encontrar de novo".

 

Curta o Lado B no Facebook.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.