ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 10º

Comportamento

Casamento gaúcho teve pilcha e baile no lugar da valsa

Natália e Edemir se conheceram em competições de danças em Centros de Tradição Gaúcha

Por Aletheya Alves | 28/06/2022 07:58
Natália Ferreira da Silva Hermann e Edemir Carlos Hermann da Silva Junior trocaram valsa por baile. (Foto: Matheus D'Almeida)
Natália Ferreira da Silva Hermann e Edemir Carlos Hermann da Silva Junior trocaram valsa por baile. (Foto: Matheus D'Almeida)

Unidos pela tradição gaúcha, Natália Ferreira da Silva Hermann e Edemir Carlos Hermann da Silva Junior se conheceram em bailes de CTG (Centro de Tradição Gaúcha) e, depois de 7 anos juntos, realizaram o sonho de se casar destacando o amor dos pampas. Da preparação até a festa, tudo foi temático e até a valsa foi substituída por um baile tradicional.

Com pilchas, vestuários tradicionais gaúchos, e elementos-chave da cultura, os dois transformaram fazenda de São Gabriel do Oeste no cenário perfeito para o pré-wedding, que não poderia ser diferente. Mostrando o amor que vai dos cavalos até as danças, Natália conta que os dois mergulharam na cultura em que cresceram.

Pré-wedding também carregou o amor por cavalos e tradição. (Foto: Matheus D'Almeida)
Pré-wedding também carregou o amor por cavalos e tradição. (Foto: Matheus D'Almeida)

Antes mesmo de levar o relacionamento a sério em 2015, a empresária detalha que conheceu Edemir em 2005. Quase dez anos depois, em 2014, se reencontraram em uma competição de dança gaúcha e desde então se aproximaram ainda mais.

“Quando nos reencontramos, começamos a dançar no mesmo grupo, sendo campeões estaduais e também campeões na categoria adulto nacional. Posteriormente, nos mudamos para Caxias do Sul, para realizarmos o sonho de dançar em solo gaúcho”, conta Natália.

Os dois permaneceram no Rio Grande do Sul por dois anos e dançaram em duas edições do Encontro de Artes e Tradição Gaúcha. “Curtimos muito o frio e fizemos grandes amigos. Voltamos e hoje damos aula de dança tradicional para a categoria veterana no CTG Tropeiros da Querência, aqui em Campo Grande”.

No momento da dança, os dois trocaram as roupas por trajes tradicionais. (Foto: Matheus D'Almeida)
No momento da dança, os dois trocaram as roupas por trajes tradicionais. (Foto: Matheus D'Almeida)

Assim como Natália, Edemir também cresceu na cultura gaúcha e, por isso, quando pensaram em como seria o casamento, não houve dúvida. A empresária relata que no pré-wedding optaram pelas pilchas e, no casamento em si, fizeram uma mistura de culturas para agradar a todos.

Com presença do grupo Manotaço, do Rio Grande do Sul, a festa teve um baile dentro do casamento e, como a noiva explica, a música foi intensa por 4 horas.

“A típica valsa foi substituída por um pout pourri de danças gaúchas, indo  da vaneira, Chico sapateado, rancheira, tirana até milonga e tatu de castanholas. Para a apresentação trocamos de roupa e nos apresentamos com as roupas tradicionais de prenda e de peão”, Natália explica sobre o momento de danças.

Além das danças, ela conta que o buffet e a decoração também foram escolhidos para combinar com o clima. Por isso, os mais de 400 convidados aproveitaram o famoso churrasco gaúcho e participaram da festa toda.

Confira a galeria de imagens:

  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Nos siga no Google Notícias