ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  03    CAMPO GRANDE 26º

Comportamento

Como rainhas, avós de 97 e 101 anos ganham aniversário “drive-thru”

Ao invés de abraços, vovós Eulália e Maria Paula receberam uma surpresa sem igual para comemorar o aniversário

Por Raul Delvizio | 16/03/2021 06:59
Matriarca Eulália Torres Dias fez 97 anos na última sexta (12); no sábado, ganhou aniversário "drive-thru" (Foto: Arquivo Pessoal)
Matriarca Eulália Torres Dias fez 97 anos na última sexta (12); no sábado, ganhou aniversário "drive-thru" (Foto: Arquivo Pessoal)

Duas matriarcas de uma família campo-grandense ganharam no último fim de semana um aniversário inusitado. Comemorando 97 e 101 anos respectivamente, as tataravós Eulália Torres Dias e Maria Paula Martins Leal não poderiam deixar passar em branco a saúde e vida longa, especialmente em tempos de pandemia, onde estar vivo é um privilégio.

É provável que elas não vão esquecer tão cedo o esquema de festa "carreata" organizado para uma e "drive-thru" montado para a outra. Tudo isso pensado com carinho pelos filhos e netos para não arriscar as senhorinhas a se contaminarem pelo novo coronavírus.

Eulália posa para foto ao lado de um carro com seus familiares; balão de bexiga e bolinho não faltaram (Foto: Arquivo Pessoal)
Eulália posa para foto ao lado de um carro com seus familiares; balão de bexiga e bolinho não faltaram (Foto: Arquivo Pessoal)
Já a matriarca Maria Paula Martins Leal comemorou seus 101 anos de vida no esquema de uma "carreata" em casa (Foto: Arquivo Pessoal)
Já a matriarca Maria Paula Martins Leal comemorou seus 101 anos de vida no esquema de uma "carreata" em casa (Foto: Arquivo Pessoal)

Com diferença etária de apenas 4 anos, as duas coincidentemente cantam parabéns no mesmo dia 12 de março. Como a família é a mesma, tiveram que dividir as celebrações em dois dias, na sexta-feira e no sábado. É claro que a comemoração "drive-thru"da mais velha, dona Maria Paula, veio na frente.

"Decoramos uma pequena mesa na varanda da casa dela, com o bolo e os kits de festa. Colocamos ela sentada de frente a mesa e marcamos às 19h, para que todos chegassem de carro. Para que não pôde estar presente, fizemos videochamada. Somente os filhos ficaram um pouco mais perto dela, o restante da família só na calçada", explica a neta Maria Niuva Leal, professora de 56 anos.

E acrescenta: "após o parabéns, cada um pegou sua lembrancinha e foi embora. Antes, porém, ela fez questão de agradecer: 'obrigada a todos que vieram, peço à Deus que conserve a união da nossa família com saúde e amor mesmo em tempos difíceis".

Maria Paula é aquela senhorinha virtuosa que sempre dá benção aos filhos, netos e bisnetos: "Deus abençõe você, mascarado" (Foto: Arquivo Pessoal)
Maria Paula é aquela senhorinha virtuosa que sempre dá benção aos filhos, netos e bisnetos: "Deus abençõe você, mascarado" (Foto: Arquivo Pessoal)

A neta confirma que a família é muito festeira, e que seria até "feio" da parte deles deixar de comemorar mais um ano de vida da "bisa", justamente no biênio pandêmico em que quase 280 mil brasileiros perderam a vida pela covid-19.

"Ela sempre foi generosa, mulher virtuosa, ficou viúva jovem e, por meio da sua profissão de costureira, conseguiu criar os cinco filhos. Passou por muitas dificuldades, mas sempre manteve a família unida. Até hoje, nossa matriarca é uma pessoa que só transmite o bem. Ela mesmo sabe que essa doença não é brincadeira – sempre usamos máscaras e higienizamos as mãos para pedir 'a bença, vovó'. Acha engraçado quando chegamos perto dela de máscara. Costuma dizer: 'Deus abençoe você, mascarado'. Mais de 100 anos vividos com amor e saúde. Gratidão a Deus pela vó Maria Paula. Te amamos muito", disse Niuva.

Decoração da festinha "drive-thru" de Eulália; teve bolo, docinhos e kits de álcool em gel de lembrancinha (Foto: Arquivo Pessoal)
Decoração da festinha "drive-thru" de Eulália; teve bolo, docinhos e kits de álcool em gel de lembrancinha (Foto: Arquivo Pessoal)
Registro de Eulália sorrindo para clique em sua casa antes do seu "drive-thru" ser iniciado (Foto: Arquivo Pessoal)
Registro de Eulália sorrindo para clique em sua casa antes do seu "drive-thru" ser iniciado (Foto: Arquivo Pessoal)

Já a nonagenária Eulália recebeu a surpresa numa carreata emocionante. "É não é que foi divertido? Jamais imaginaríamos viver o momento dessa forma, com distanciamento físico, sem abraço mas ainda sim repleto de amor e carinho com ela. Foram apenas 3 voltas, suficientes para encher aquela senhorinha de alegria. Ficamos na quadra dando umas buzinadas e minha avó super tranquila, faceira. Também fizemos questão de fazermos uma oração cada um em seu carro em agradecimento pela vida dela. Valeu a pena", revela a neta Ana Paula Dias de Souza, 45 anos.

Cada carro dos familiares ficaram estacionado à distância uns dos outros; um de cada vez, passavam em frente a casa de Eulália (Foto: Arquivo Pessoal)
Cada carro dos familiares ficaram estacionado à distância uns dos outros; um de cada vez, passavam em frente a casa de Eulália (Foto: Arquivo Pessoal)

"Só temos que agradecer a Deus pela vida dela. Mesmo neste período difícil, sem poder visitá-la e nos reunir, minha avó está super bem e acredito que ela ainda vai viver muitos anos pela frente. Mãe de 7 filhos, costuma receber minhas tias apenas para tomar mate no período da manhã e às vezes final de tarde. Digamos que é o único momento distanciado das filhas em estarem 'perto' dela", finaliza.

Tanto a matriarca Eulália quanto Maria Paula já tomaram as duas doses da vacina contra a covid.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Durante o drive-thru, matriarca Eulália cumprimentava as pessoas; no clique, bisnetinho acena de dentro do carro (Foto: Arquivo Pessoal)
Durante o drive-thru, matriarca Eulália cumprimentava as pessoas; no clique, bisnetinho acena de dentro do carro (Foto: Arquivo Pessoal)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário