A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

04/07/2018 06:50

Corrida do Bernardo foi chá de bebê diferente no Parque das Nações

Mãe de primeira viagem, Leiri reuniu amigos e familiares em corrida simbólica, com objetivo de trazer boas energias.

Willian Leite
Grupo de amigos corredores do Parque das Nações se uniram e fizeram chá de bebe diferente. (Foto: Arquivo pessoal)  Grupo de amigos corredores do Parque das Nações se uniram e fizeram chá de bebe diferente. (Foto: Arquivo pessoal)

Um chá de bebê diferente no Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande, ajudou a transformar a atitude da mãe do Bernardo, hoje com três meses. Quando estava grávida de oito meses, a fisioterapeuta Leiri Rosa Dambroz, 31 anos, decidiu fazer a comemoração em local aberto e, como é corredora, fez numa corrida simbólica entre amigos. 

A ideia surgiu da afinidade que a futura mamãe tem com os amigos corredores. Após conhecer o grupo, sua maior alegria passou a ser praticar exercícios e nada melhor para dar boas vindas a Bernardo do que ir até o Parque onde essas amizades começaram.

“Não poderia ter uma escolha diferente! Me sinto bem ao lado deles e praticando esse esporte querido. Foi no Parque e na corrida que dei um start na minha vida, passava por dificuldades e ali me encontrei. Pessoas alegres, fortes e sensíveis ao mesmo tempo, acolhedoras, solidárias, empáticas”, descreve.

Linha do tempo com ano de nascimento dos pais e do Bernardo. (Foto: Arquivo pessoal)Linha do tempo com ano de nascimento dos pais e do Bernardo. (Foto: Arquivo pessoal)

Tudo que aconteceu naquela manhã fugiu do casual, e até uma árvore dos desejos para Bernardo, Leiri fez. Foi uma espécie de brincadeira, onde os amigos escreviam mensagens de boas vindas e penduravam na árvore.

“A corrida do Bernardo foi o mote da festa, todos participaram. Mesmo de maneira simbólica, para mim foi importante”.

Tudo foi feito em parceria com os amigos e familiares de Leiri, que montaram uma tenda com doces, frutas, bolo e decoração. “Foi tudo muito mágico, ganhei muito carinho, isso desde quando descobrimos minha gravidez”, declara.

Depois da corrida e comemoração, todos ficaram com Leiri no parque, onde rolou boas conversas, música, num ambiente onde ela mais se sentia bem. “Foram umas 50 pessoas que vieram , pensa numa festa surpreendente! Foi um presente para mim e eles”.

Uma atitude simples de amigos que fez com que a futura mamãe se sentisse acolhida e abraçada, porque a criança que estava a caminho já era amada pela mãe e por todos. 

Além do chá de fraldas diferente, tudo que diz respeito ao menino que estava para chegar era motivo de alegria para mãe de primeira viagem. “O Bernardo foi um divisor de águas na minha vida. Me considero uma pessoa antes. Quando ele veio mudou totalmente minha rotina e planos”, afirma, já há 3 meses com o filho no colo.

Para quem estava passando por um momento delicado e cheio de altos e baixos, além do filho que renovou a vontade de seguir em frente e reacendeu a chama dos sonhos, os novos amigos que foram conhecidos nas corridas do parque agora são para a vida inteira.

“Os mesmos amigos que foram no chá vieram me visitar quando o Bernardo nasceu. Agora quero voltar a me exercitar e continuar junto aos novos amigos. Esta semana vou começar a caminhar”, finaliza.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Árvore dos desejos, bilhetes escritos com mensagens positivas para o bebe que estava a caminho. (Foto: Beatriz Nagatani) Árvore dos desejos, bilhetes escritos com mensagens positivas para o bebe que estava a caminho. (Foto: Beatriz Nagatani)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.