ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEGUNDA  20    CAMPO GRANDE 16º

Comportamento

Cultura indígena em MS levou de Dr. Honoris Causa a Prêmio Jabuti

Luta para mostrar que conquista das etnias são motivo de orgulho seguiu forte durante o ano

Por Aletheya Alves | 31/12/2023 07:26
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Benilda integra coletivo de mulheres que venceu categoria do Prêmio Jabuti. (Foto: Arquivo pessoal)
Benilda integra coletivo de mulheres que venceu categoria do Prêmio Jabuti. (Foto: Arquivo pessoal)

Integrando as lutas por reconhecimento de seu valor, as diversas formas de culturas indígenas mostraram, mais uma vez, como são motivo de orgulho durante 2023. Desde show de drones com o DJ Alok até título Doutor Honoris Causa e Prêmio Jabuti, os exemplos são variados.

Em setembro, o primeiro grupo de rap indígena do Brasil, Brô MC’s, participou da campanha “O Futuro é Ancestral”, organizada por Alok. O evento foi realizado em Nova Iorque, nos Estados Unidos, e precedeu a Assembleia Geral das Nações Unidas.

Na projeção, mil drones simulam araras, baleias, onças-pintadas e a frase “proteja-me”, em português.

Brô MC’s são parte de gravação emocionante de Alok nos EUA

Ainda falando sobre o grupo, em novembro, eles protagonizaram uma questão do Enem 2023 (Exame Nacional do Ensino Médio). Na pergunta, uma entrevista cedida ao Jornal Correio Braziliense foi utilizada como estrutura para análise da urbanização do movimento de povos originários no Brasil. "Os integrantes conheceram o gênero pelo rádio, ouvindo um programa que apresentava grupos de rap, [...] e nas letras que criam, tentam incluir sempre assuntos aos quais acham importante dar voz, influenciando o jovem Kunumi MC, 16 de idade, que mora na aldeia Krukutu, em São Paulo (SP)".

Outra matéria destacando as conquistas indígenas foi dedicada à liderança e artesã, Catarina Guató. Além de ser a vencedora da 35ª edição do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), ela recebeu o título de Doutora Honoris Causa pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Canoeira, Catarina representa uma das poucas mulheres que continuam difundindo o artesanato feito com aguapé, uma planta aquática do Pantanal.

Durante seu discurso, a indígena fez um pedido por respeito aos povos originários e a natureza.

Líder indígena, Catarina recebe título honoris causa aos 73 anos

“Quero fazer um pedido a vocês, homens e mulheres de letras e ciência, às autoridades do nosso Brasil e aos jovens: Olhem, respeitem e cuidem do nosso Pantanal, dos rios Paraguai, Taquari, São Lourenço, das baías e dos corixos! Respeitem e cuidem dos animais, das onças, do tuiuiú, dos biguás, de todos os bichos; das plantas, dos carandás e paratudos, dos aguapés; mas olhem, cuidem e respeitem também o ser humano, especialmente o meu povo Guató, que vive lá, desde que Deus criou o Pantanal”.

Finalizando o ano, em dezembro, Benilda Kadiwéu recebeu a notícia de que estava entre as mulheres indígenas que venceram uma categoria do Prêmio Jabuti com a obra “Álbum Guerreiras da Ancestralidade”.

Indígena de MS ganha maior prêmio de literatura com poema sonhado

Em entrevista ao Lado B, a indígena que nasceu na aldeia Alves de Barros contou que, mais do que uma vitória individual, o prêmio veio para reforçar o destaque dos povos indígenas.

“Ganhar o Prêmio Jabuti em coletivo é uma alegria imensa, esse prêmio tão desejado é o mais tradicional prêmio literário do Brasil, concedido com o interesse de premiar autores, editores e ilustradores”. contou em entrevista.

Sobre sua participação no livro, Benilda detalhou que sonhou com os poemas e, sendo valorizada pela organizadora do título, Eva Potiguara, teve a oportunidade de ingressar no coletivo.

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias